Só quatro técnicos da Série A estão empregados no mesmo clube desde 2015



Argel tinha o quinto trabalho mais longo na Série A / Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Argel tinha o quinto trabalho mais longo na Série A (Foto: Ricardo Duarte / Internacional)

A saída de Argel do Internacional interrompeu um trabalho de 11 meses e agora somente quatro técnicos da Série A estão empregados no mesmo clube desde o ano passado: Roger Machado (Grêmio), Dorival Júnior (Santos), Ricardo Gomes (Botafogo) e Vagner Mancini (Vitória). Os dois últimos vêm de trabalhos na Segunda Divisão, assim somente Roger e Dorival estavam na elite também no ano passado.

Dos 20 clubes da Série A, 15 trocaram de comando na atual temporada. Além dos quatro citados acima, o São Paulo tem o mesmo técnico desde o início de 2016. São 16 trocas no ano já que a Ponte Preta mudou de mãos duas vezes. No Brasileirão, são oito trocas em 14 rodadas.

Trabalhos mais longevos atualmente no futebol brasileiro:
Grêmio – Roger Machado – desde maio de 2015
Vitória – Vagner Mancini – desde junho de 2015 (estava na Série B)
Santos – Dorival Júnior – desde julho de 2015
Botafogo – Ricardo Gomes – desde julho de 2015 (estava na Série B)

Como começou a temporada de 2016:
América-MG: Givanildo Oliveira
Atlético-MG: Diego Aguirre
Atlético-PR: Cristovão Borges
Botafogo: Ricardo Gomes
Chapecoense: Guto Ferreira
Corinthians: Tite
Coritiba: Gilson Kleina
Cruzeiro: Deivid
Figueirense: Hudson Coutinho
Flamengo: Muricy Ramalho
Fluminense: Eduardo Baptista
Grêmio: Roger Machado
Internacional: Argel Fucks
Palmeiras: Marcelo Oliveira
Ponte Preta: Vinícius Eutrópio
Santa Cruz: Marcelo Martelotte
Santos: Dorival Júnior
São Paulo: Edgardo Bauza
Sport: Falcão
Vitória: Vagner Mancini

Trocas em 2016:
Ponte Preta: saiu Vinicius Eutrópio e chegou Alexandre Gallo
Figueirense: saiu Hudson Coutinho e chegou Vinicius Eutrópio
Fluminense: saiu Eduardo Baptista e chegou Levir Culpi
Palmeiras: saiu Marcelo Oliveira e chegou Cuca
Atlético-PR: saiu Cristovão Borges e chegou Paulo Autuori
Santa Cruz: saiu Marcelo Martellote e chegou Milton Mendes
Ponte Preta: saiu Alexandre Gallo e chegou Eduardo Baptista
Sport: saiu Falcão e chegou Oswaldo de Oliveira
Cruzeiro: saiu Deivid e chegou Paulo Bento
Atlético-MG: saiu Diego Aguirre e chegou Marcelo Oliveira
Flamengo: saiu Muricy Ramalho e entrou Zé Ricardo
Coritiba: saiu Gilson Kleina e entrou Pachequinho
América-MG: saiu: Givanildo Oliveira e chegou Sergio Vieira
Corinthians: saiu: Tite e chegou Cristóvão Borges
Chapecoense: saiu: Guto Ferreira e chegou Caio Júnior
Internacional: saiu: Argel

Mudanças no Campeonato Brasileiro:

Depois da primeira rodada…
Cruzeiro: saiu Geraldo Delamore (interino) / entrou Paulo Bento
Atlético-MG: saiu Diego Aguirre / entrou Marcelo Oliveira

Depois da terceira rodada…
Flamengo: saiu Muricy Ramalho / entrou Zé Ricardo (interino)

Depois da quinta rodada…
Coritiba: saiu Gilson Kleina / entrou Pachequinho
América-MG: saiu Givanildo Oliveira / entrou Sergio Vieira

Depois da sétima rodada…
Corinthians: saiu Tite / Cristóvão Borges assumiu na décima rodada

Depois da décima rodada…
Chapecoense: saiu Guto Ferreira / Caio Júnior assumiu na décima segunda rodada

Depois da décima quarta rodada:
Internacional: saiu Argel



  • Tomasz Spolski

    OS clubes brasileiros ainda nao entendem o que e planejamento. Que nao se ganha nada em 3 meses. Principalmente sem jogadores de qualidade. 7×1…

MaisRecentes

Vitória sobre o Fla trará marca inédita ao campeão Corinthians



Continue Lendo

Centésimo jogo do Palmeiras no Allianz pode ser contra o São Paulo



Continue Lendo

Palmeiras repete maior goleada do Allianz Parque



Continue Lendo