A super pré-temporada



(Divulgação)

(Divulgação)

Na próxima quarta-feira o Palmeiras jogará contra o Libertad (PAR), em Montevidéu, e o São Paulo encara o Cerro Porteño, no Paraguai. Para o mais desavisado, parece até que a Copa Libertadores começou mais cedo em 2016. Mas isso é fruto de um calendário um pouco melhor para que os clubes possam usar a pré-temporada de maneira decente.

O Alviverde ainda fará uma outra partida amistosa em solo uruguaio no sábado (dia 23) contra Peñarol ou Nacional. Caso o adversário seja o segundo, será uma prévia da fase de grupos da competição sul-americana já que os dois times estão na mesma chave da Libertadores.

O privilégio de sair do país para expor a marca, ganhar dinheiro e se preparar melhor também é estendido ao Corinthians. O Timão enfrenta neste domingo o Atlético-MG e três dias depois o Shakhtar Donetsk, na Florida Cup. É a segunda temporada seguida que Tite consegue aproveitar o momento de preparação nos Estados Unidos para aprimorar a equipe. Agora o trabalho será maior.

Se no ano passado o clube paulista foi pioneiro ao lado do Fluminense, agora estão com eles Atlético-MG e Internacional, que inclusive já estrearam no torneio. Os mineiros mantiveram a base do vice-campeonato nacional e ganhou com sobras do Schalke 04, time que terminou o primeiro turno do Campeonato Alemão na sexta colocação. O próximo desafio é contra o mudado campeão brasileiro.

Já o Inter fará o segundo jogo na Florida Cup contra o Fluminense. O Tricolor carioca terminou a temporada como pior time do returno do Brasileirão e foi ao mercado contratar. Trouxe Diego Souza e Henrique, companheiros e campeões juntos nos tempos de Palmeiras, além de Richarlison, destaque do América-MG na Série B do ano passado. O garoto de 18 anos tem roubado a cena nos jogos-treino feitos nos EUA. Marcou três gols em dois deles. O que é difícil de engolir é a participação de Ronaldinho Gaúcho no time após longo tempo de inatividade. Desfilar na parada da Disney para expor o nome do Flu já estaria de bom tamanho e assim ele não atrapalharia o técnico Eduardo Baptista.

As caras novas dos clubes e a formação dos times para o ano podem ser vistas em competições que atraem mais atenção do que os chatos confrontos das primeiras rodadas dos estaduais. Para o torcedor, a prévia e a maneira de matar a saudade após um mês sem ver a equipe do coração também é melhor. Como aquecimento, quarta-feira que vem terá uma super rodada de pré-temporada com clubes de vários estados brasileiros em ação no exterior.



MaisRecentes

Barrios era o atacante com melhor média de gols do elenco do Palmeiras



Continue Lendo

Só partidas com grandes dão lucro na quinta rodada do Paulistão



Continue Lendo

Corinthians arrecada cinco vezes mais do que os outros jogos da rodada somados



Continue Lendo