Rumo ao Mundial?!?



Enquanto segue a polêmica sobre o Mundial de 1951, ontem mesmo, no Beira-Rio, a torcida do Inter dizia que o Palmeiras não tem Mundial, o Verdão olha para a frente e sonha em conquistar o mundo ainda em 2018.

Depois da chegada de Luiz Felipe Scolari o clima mudou de vez no Palestra e nos bastidores já se fala em ganhar o Mundial no fim do ano.

A avaliação em relação à qualidade do time e do elenco e após a chegada da nova comissão técnica é outra.

A defesa, há nove jogos sem tomar gol, passou a ser elogiadíssima e jogadores que não vinham rendendo, caso de Lucas Lima, cresceram muito com a mudança de treinador.

Claro que no futebol para irmos do céu ao inferno basta um passo em falso e Felipão, mais do que ninguém, sabe disso, mas o momento é de euforia pelos lados do Verdão.

A ideia é centrar força na Libertadores e conquistar a América. Passar pelo Cerro, do Paraguai, atuando em casa, já que no jogo de ida, fora, o Palmeiras venceu por 2 a 0, bater o Colo-Colo ou o Corinthians nas quartas, e chegar forte às semifinais.

Já há conselheiro vislumbrando uma final de Mundial entre Palmeiras e Real Madrid, embora seja prematura demais a ideia. Demais mesmo. E o futebol é um esporte traiçoeiro, não nos esqueçamos disso. Como a vida também é.

Mas sonhar é preciso e, se chegar mesmo lá, conselheiros e assessores da presidência já dizem que o Palmeiras não vai se intimidar não, ao contrário do que aconteceu com Santos e Grêmio quando chegaram à final do Mundial nessa década, inclusive porque o Real, sem Cristiano Ronaldo, teria virado um time comum, avaliam eles.

Menos, menos, digo eu. Mas sonhar é preciso sim. Só que com os pés no chão. Pés no chão e olhos nas estrelas, como diz um amigo meu, um lutador que saiu da periferia de São Paulo para tentar conquistar a Tailândia. E tem mandado bem pacas até aqui.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo