Seleção magoada



Os jogadores da Seleção, em geral, não ficaram contentes com as críticas da imprensa e de parte da torcida brasileira à atuação na estreia da Copa da Rússia.

Danilo e Thiago Silva ficaram chateados com os comentários a respeito do (mau) posicionamento da defesa no lance do gol suíço, Alisson também não gostou de ver muita gente reclamando que ele deveria ter saído e não ficado estático quando os rivais empataram e Neymar se irritou com comentários em redes sociais sobre seu topete e o fraco desempenho na estreia.

Para membros da comissão técnica a imprensa brasileira é bipolar e não acho que eles estejam errados, não. Antes do jogo vários apontavam o Brasil como favorito, depois do empate o ânimo e o discurso mudaram, quando a Copa está apenas começando. Mas foi bom para muitos verem que invencível a Seleção não é. É forte, uma das candidatas ao título, mas como venho dizendo há tempos pode ser eliminada nas oitavas de final, do outro lado parece que nos esquecemos de que existe um adversário que também se preparou. E muitas vezes se preparou melhor do que a gente. Por que não?

Mágoas à parte, os jogadores gostaram da transmissão da Globo e seus amigos e familiares também. Ficaram felizes com as críticas de Galvão Bueno e Cia. à arbitragem e ao árbitro de vídeo em especial, colocando neles a responsabilidade pelo empate. E se irritaram com comentários de muitos brasileiros de que o problema não foi o juiz nem o árbitro de vídeo e sim o fraco rendimento do Brasil.

Lembram que na Olimpíada do Rio o time começou sob vaias e fortes críticas da mídia, inclusive da Globo, que agora adotou outra postura, e depois calou a boca de todo mundo conseguindo o inédito ouro. Agora será assim de novo? A conferir, porque na Copa não dá para dizer que não tem mais bobo, mas certamente temos menos bobos do que em edições anteriores do Mundial.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo