A cabeça de Neymar



Tite e a comissão técnica da Seleção Brasileira têm trabalhado não apenas a parte física de Neymar, mas também o psicológico do jogador.

Para o treinador é extremamente importante que ele esqueça Cristiano Ronaldo e Messi numa disputa pela primazia na Copa da Rússia criada pela imprensa, segundo Tite, e por boa parte dos torcedores também, que só pode ser prejudicial ao brasileiro.

A disputa, nesse caso, não é considerada saudável por Tite.

Neymar deve pensar nos adversários do Brasil e em ajudar a Seleção e não na concorrência de Cristiano Ronaldo e Messi, que nem no grupo do Brasil estão.

A comissão técnica brasileira, aliás, acha que parte da decepcionante atuação do argentino na estreia contra a Islândia, quando até um pênalti perdeu, deve-se muito ao fato de ter entrado pressionado demais pelos três gols e a atuação de gala do português diante da Espanha.

Tite confia muito em Neymar, sem dúvida a principal estrela do Brasil. Mas fez questão de dizer, na entrevista coletiva de ontem, que o atacante não está 100% para a estreia, logo mais diante da Suíça. Até porque ainda se recupera do tempo parado por conta de operação no pé, que o deixou uns tempos longe dos gramados.

Mas, mais do que a parte física, é a cabeça de Neymar que preocupa a comissão técnica brasileira. Que á o orientou, também, a reclamar menos da arbitragem. Não por acaso para a estreia de hoje Marcelo e não o atacante foi escolhido para ser o capitão do time.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo