O adeus de Militão



O São Paulo já dá como certa a saída de Éder Militão do time.

O jogador teria proposta do Manchester City e sondagens de Benfica e Porto para se transferir para a Europa.

Seu contrato com o Tricolor vai até janeiro, mas o clube já tentou por três vezes renovar seu contrato, sem sucesso, porém.

Na última tratativa Raí, diretor de futebol, ouviu do estafe do zagueiro, que joga também como volante ou lateral-direito, que a intenção de Militão é mesmo jogar na Europa. E de preferência sob a batuta de Pep Guardiola.

A ideia é em julho assinar um pré-contrato com o City e já em agosto, se o São Paulo der o aval, mudar de ares e se transferir para a Europa.

Até por conta disso representantes do lateral e da direção são-paulina devem se reunir mais uma vez ainda em maio.

Caso Militão saia mesmo, o que parece extremamente provável, Patric, do Atlético-MG, deve substituí-lo no Morumbi.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo