Conversas com um jovem…



Gostaria de deixar aqui um pensamento do livro “Conversas com um Jovem Professor”, de Leandro Karnal.

O que tem a ver com esporte? Tudo e mais um pouco.

Já dei aulas como convidado em faculdades de São Paulo e do Rio de Janeiro, e também aulas para alunos de ensino médio numa instituição paulistana da família da minha mãe, e acredito que o esporte e a cultura são importantes instrumentos de inclusão social. E que podemos fazer nossa parte independentemente de governos. Que temos que acreditar no ser humano. Que ele merece uma segunda chance. E uma terceira. E uma quarta. E que não podemos desistir dos nossos jovens e que temos a obrigação de ajuda-los a sonhar.

Deixo aqui, para simples leitura, mas profunda reflexão, um trecho marcante do livro de Karnal. Ele diz o seguinte: “Parece que o aluno, o DNA, os colegas, o sistema e tudo o mais indicam que devemos desistir. Nesse momento queria dizer a vocês: não desistam. Desistir de um aluno (e aqui acrescento eu de um jovem) e declarar que nada mais pode ser feito é um fracasso doloroso para todos, o professor inclusive. Acho que há momento para desligar as máquinas num centro de tratamento intensivo. Há momentos em que a doença vence. Mas gostaria, na minha vida profissional (e eu na minha também), que eles fossem escassos. É a vitória da morte, num hospital ou numa sala de aula. O mais dramático é que, por vezes, é o aluno (ou o jovem) que nos pede para desistir. Encare sempre esse desafio. Quem não quer é o que mais precisa.”

Pensem nisso. Um ótimo final de semana para todos e até semana que vem, João Carlos



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo