Santos carente



William Machado, gerente de futebol do Santos, segue defendendo o trabalho de Jair Ventura. E o presidente José Carlos Peres também.

Para os dois o treinador não tem culpa pelo fraco início de temporada do time, que estaria patamares abaixo de Corinthians e Palmeiras e precisaria de no mínimo três bons reforços, um para a defesa, outro do meio para a frente e um terceiro para o ataque.

A questão é que as finanças do clube não estariam equilibradas e muito por conta, diz a atual gestão, de erros cometidos na anterior, de Modesto Roma Júnior. O ex-presidente tem se defendido alegando que entregou o clube a Peres em ordem.

Sem dinheiro em caixa a ideia é se virar com o que tem em mãos, contratando algum reforço caso haja a possibilidade, como pode ser o caso de Paulo Henrique Ganso.

A diretoria, no entanto, não fala em contratações bombásticas e espera que o time melhore, mas sem criar maiores expectativas na torcida. Esse ano deve ser coadjuvante. Será?



MaisRecentes

Galo pega fogo



Continue Lendo

Cornetas no Palestra



Continue Lendo

Grêmio ainda reclama



Continue Lendo