Santos carente



William Machado, gerente de futebol do Santos, segue defendendo o trabalho de Jair Ventura. E o presidente José Carlos Peres também.

Para os dois o treinador não tem culpa pelo fraco início de temporada do time, que estaria patamares abaixo de Corinthians e Palmeiras e precisaria de no mínimo três bons reforços, um para a defesa, outro do meio para a frente e um terceiro para o ataque.

A questão é que as finanças do clube não estariam equilibradas e muito por conta, diz a atual gestão, de erros cometidos na anterior, de Modesto Roma Júnior. O ex-presidente tem se defendido alegando que entregou o clube a Peres em ordem.

Sem dinheiro em caixa a ideia é se virar com o que tem em mãos, contratando algum reforço caso haja a possibilidade, como pode ser o caso de Paulo Henrique Ganso.

A diretoria, no entanto, não fala em contratações bombásticas e espera que o time melhore, mas sem criar maiores expectativas na torcida. Esse ano deve ser coadjuvante. Será?



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo