Desculpas de Dorival



A entrevista coletiva de Dorival Júnior provocou ainda mais revolta entre conselheiros são-paulinos de diferentes alas, da oposição mas da situação também.

O treinador reclamou da falta de tempo e do calendário apertado do futebol brasileiro, que o impedem de treinar o Tricolor e ajustar o time como ele gostaria de fazer.

Para um grupo de conselheiros que trocam mensagens após o jogo, todos revoltados com o 0 a 0 diante da Ferroviária, Dorival está perdido, errou ao manter dois volantes, equivocou-se nas substituições, trocando sempre seis por meia dúzia, e não conseguiu organizar taticamente o time.

Raí e Ricardo Rocha também sofreram críticas por errarem nas contratações. Muitos acham que o time necessita de dois novos laterais, de um jogador que dê um toque mais refinado ao meio-campo, além de um atacante que seja operante.

Até Diego Souza, substituído no segundo tempo, foi alvo de criticas pesadas. Para alguns não valeu pagar R$ 10 milhões pelo jogador.

Entre os conselheiros a saída de Dorival Júnior é um pedido quase unânime e o nome mais forte para substituí-lo é o de Vanderlei Luxemburgo, que poderia dar uma guinada no time se repetir trabalhos que realizou nos anos 90 e na década passada. Os recentes, porém, foram fraquinhos, fraquinhos…



MaisRecentes

Pela renúncia de Peres



Continue Lendo

Briga por Alan Kardec



Continue Lendo

São Paulo em parafuso



Continue Lendo