Cobrança no São Paulo



Bastou o time perder na estreia do Paulista para a direção tricolor entrar em transe. E lembrar a Dorival Júnior que a conquista do Estadual é prioridade e que o futebol diante do São Bento foi medíocre. E medíocre no sentido de ridículo mesmo.

O treinador não gostou da cobrança e respondeu que a estreia não representa nada. Que teve apenas 11 dias para treinar o grupo, ainda desentrosado e fora de forma, que a equipe em campo era a reserva e que o desempenho do São Paulo não foi ruim. Muito menos medíocre ou ridículo, como ouviu de um dirigente.

A equipe perdeu para o São Bento, fora de casa, por 2 a 0, ambos os gols anotados no segundo tempo, um deles, segundo avaliação de Dorival, em jogada isolada.

Suas justificativas, porém, não convencem a cúpula tricolor, que além de cobrar Dorival tem pressionado Raí, que manda no futebol são-paulino, sobre a necessidade de bons resultados. Há 13 anos o time não ganha o Paulista e há seis não vence um torneio importante. Sem falar que ano passado teve desempenho pífio, ficando ameaçado até de rebaixamento no Brasileiro.



MaisRecentes

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo

Seleção magoada



Continue Lendo