Cobrança no São Paulo



Bastou o time perder na estreia do Paulista para a direção tricolor entrar em transe. E lembrar a Dorival Júnior que a conquista do Estadual é prioridade e que o futebol diante do São Bento foi medíocre. E medíocre no sentido de ridículo mesmo.

O treinador não gostou da cobrança e respondeu que a estreia não representa nada. Que teve apenas 11 dias para treinar o grupo, ainda desentrosado e fora de forma, que a equipe em campo era a reserva e que o desempenho do São Paulo não foi ruim. Muito menos medíocre ou ridículo, como ouviu de um dirigente.

A equipe perdeu para o São Bento, fora de casa, por 2 a 0, ambos os gols anotados no segundo tempo, um deles, segundo avaliação de Dorival, em jogada isolada.

Suas justificativas, porém, não convencem a cúpula tricolor, que além de cobrar Dorival tem pressionado Raí, que manda no futebol são-paulino, sobre a necessidade de bons resultados. Há 13 anos o time não ganha o Paulista e há seis não vence um torneio importante. Sem falar que ano passado teve desempenho pífio, ficando ameaçado até de rebaixamento no Brasileiro.



MaisRecentes

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo

Zé Ricardo sob desconfiança



Continue Lendo