Brigas no Verdão



Conselheiros ligados ao ex-presidente Paulo Nobre querem uma investigação interna sobre supostas regalias a torcedores organizados, algo que tinha sido cortado na gestão anterior.

Com Maurício Galiotte no comando a direção do Verdão voltou a se aproximar das uniformizadas, que estariam tendo vantagens no Palestra, como entradas de graça ou a preços mais baratos e auxílio para acompanhar o time fora da capital paulista.

Nobre e Galiotte, que já foram aliados, hoje estão em lados opostos. Nobre se ressentiu do atual presidente quando Galiotte se ligou a Leila Pereira, dona da Crefisa e da Faculdade das Américas, que bancam o Verdão.

Leila é tratada pelo Ministério Público como vítima de cambismo, já que estaria dando ingressos a Mustafá Contursi, ex-presidente do clube e um dos principais conselheiros do Verdão, e o cartola os estaria repassando a uma intermediária para vende-los a torcedores ligados a organizadas.

Antes aliados Mustafá e Leila romperam relações recentemente e para as eleições do ano que vem o primeiro pode apoiar a volta de Nobre, enquanto a patrocinadora e atual conselheira do Palestra ficará ao lado de Galiotte.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo