Protestos à vista



A Mancha Alviverde, que anteontem passou a exigir a saída de Alexandre Mattos do Palmeiras, prepara protestos contra a direção do clube para domingo, quando o time pega a Chapecoense no Allianz Parque e também para a semana seguinte, quando acontece o clássico diante do São Paulo no mesmo local.

A reclamação não será apenas contra o trabalho de Mattos, que errou na montagem do elenco e da comissão técnica para 2017 e vem sendo pressionado também por um forte grupo de conselheiros, liderados por Mustafá Contursi, que desde a semana passada exigem sua demissão por maus serviços prestados.

O presidente alviverde também será alvo das manifestações e o técnico Cuca, idem. Alguns jogadores, que estariam fazendo corpo mole na avaliação da organizada, também serão lembrados.

E Felipe Melo, afastado do elenco por mau comportamento (e põe mau comportamento nisso), será reverenciado por alguns torcedores.

O curioso é que a atual administração e a principal parceira do Palmeiras são próximos das organizadas ou, no caso da primeira, era, ao contrário de Paulo Nobre, antecessor de Mauricio Galiotte, que antagonizou com elas e especialmente com a Mancha Alviverde, tendo cortado suas regalias.

Apesar da aproximação, no entanto, líderes da organizada dizem que a paciência com o time e a diretoria, após eliminações precoces do Paulista, Copa do Brasil e Libertadores acabou.

Volto a postar na próxima terça (22). Bons dias a todos até lá, abraço, João Carlos



MaisRecentes

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo

Galo pega fogo



Continue Lendo