Liberta vira obrigação



Eliminado da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, o Palmeiras vê se “obrigado” a vencer a Libertadores.

Parte da direção do clube acha que o torneio continental virou obrigação pelos investimentos feitos em 2017, pela folha salarial do clube, incluindo aí o que ganha a comissão técnica do Verdão.

A avaliação é que não tem cabimento a eliminação precoce da Copa do Brasil, assim como não teve a do Paulista, e que o time tem que avançar às quartas de final da Libertadores de qualquer maneira. Ainda mais porque no Brasileiro viu o Corinthians disparar na frente e já jogou a toalha em relação a um possível título.

Existe insatisfação com o trabalho de Cuca entre alguns dirigentes, mas aí não só pela eliminação mas também pelo futebol que anda deixando a desejar.

Com tantas contratações o time sofre para escalar os laterais, o que deixa um grupo de conselheiros irritado com Alexandre Mattos, diretor de futebol que teria errado no planejamento para a temporada e também na contratação de Eduardo Baptista para comandar a equipe no início do ano.

Dias complicados no Palestra. E Cuca acha que faltou maturidade para o Verdão avançar. Mas talvez tenha faltado mais do que isso.



MaisRecentes

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo

Seleção magoada



Continue Lendo