O simples no Morumbi



A diretoria do São Paulo, que insiste que Rogério Ceni continuará no clube seja qual for o resultado do jogo de domingo, diante do Flamengo, acha que o treinador está errando por mudar o esquema tático frequentemente. E por tentar jogar um futebol ofensivo como o Barça dos tempos de Guardiola, quando o Tricolor não tem jogadores para isso.

Ela quer que o time jogue o básico, O simples. E que Ceni pare de inventar.

A comissão técnica, no entanto, tem rebatido a reclamação e defendido a constante troca não só de esquemas táticos, mas também de jogadores, pela falta de qualidade do elenco são-paulino, hoje visto como inferior que os de Corinthians, Palmeiras e Santos.

Ceni teria testado vários atletas para encontrar os melhores. O que, pelo jeito, não conseguiu fazer.

Já a direção insiste, internamente, que o técnico errou ao indicar reforços. E esqueceu no início do ano da zaga, por exemplo. Fora que no gol fez o São Paulo contratar Sidão e acabou se decepcionando com o goleiro e optando pelo segundo reserva, Renan Ribeiro, que já estava no Morumbi. Ou seja, errou a mão e causou prejuízo ao Tricolor.

Mas aos trancos e barrancos o técnico vai continuar. Pelo menos é o que sustenta a direção tricolor. Ceni, por incrível que pareça, dá a sensação de ter mais força do que o próprio presidente, Carlos Augusto Barros e Silva. Tanto que brincam que, caso perca domingo, o risco é de o técnico demitir o presidente e não o contrário.



  • Alberto Henrique Bonassa

    Incrível, diretoria, presidência, todos fracos, só agora, perceberam que contrataram todos jogadores que o Ceni pediu enão está virando nada? Cúpula amadora, técnico inexperiente, só pode virar o que está acontecendo, caos total, e não é de hoje, anos e anos sem um único título de importância, riscos de rebaixamento, se é que não acontecerá este ano, bem plausível por sinal, pode-se esperar o pior.

MaisRecentes

Revolta corintiana



Continue Lendo

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo