Mudanças no Morumbi



Rogério Ceni já avisou a diretoria que, com a iminente debandada de jogadores na janela do meio do ano, o São Paulo não tem condições sequer de brigar por uma vaga na Libertadores. E quer reforços. Um para cada jogador que sair.

Com a venda de Luiz Araújo o clube deve arrecadar pouco mais de R$ 30 milhões e, além de contratar Maicosuel, a ideia é ter mais um jogador no ataque, já que Lucas Pratto também está de partida.

Thiago Mendes e Rodrigo Caio devem se transferir para a Europa e Lugano não está em condições de atuar como titular até o fim do Brasileirão, o que sinaliza que o Tricolor precisará de reforços na marcação do meio-campo e na zaga, lembrando que Breno já deixou o Morumbi para defender o Vasco.

A direção está de olho no mercado, mas não quer gastar muito e acha que, com o atual elenco, que considera melhor do que o Corinthians, por exemplo, é obrigação chegar entre os primeiros que vão ano que vem à Libertadores, sim.

Ela lembra que, ao contrário de outros competidores do Nacional, o time já está fora da Copa do Brasil e da Sul-Americana e a Libertadores nem chegou a disputar. Então considera que o time tem tempo para treinar e pode render muito mais do que vem fazendo até aqui. Lembrando que em quatro jogos pelo Brasileirão venceu dois e perdeu dois, sem fazer uma bela exibição até o momento.



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo