Tempo pra Cuca



Aliviado com a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil, o técnico do Palmeiras tornou público o que já havia dito à diretoria antes mesmo de sua contratação. Não acha o time principal do Verdão melhor do que o do ano passado. Pelo contrário. Em outras palavras, o elenco está mais forte, mas os 11 que entram em campo, não.

Ciente das cobranças, que já começaram e são fortes, Cuca diz que precisa de tempo para ajustar a equipe e reclama das expectativas criadas, lembrando que não foi ele o responsável pelas contratações, que somaram mais de R$ 70 milhões para a temporada.

Vale lembrar que em um mês de Palmeiras ele coleciona três derrotas (Chapecoense, São Paulo e Inter) e tem dificuldade para implantar a marcação que gostaria.

Além de acertar a defesa, acha que o time tem que melhorar a saída do meio para o ataque e se encaixar lá na frete. Futebol alegre e ofensivo costuma ser uma das características dos times de Cuca…

O posicionamento de Felipe Melo é outra preocupação de Cuca, que pode até experimentar escalar os 11 titulares deixando o jogador no banco, goste Felipe ou não.

Seja como for a derrota que acabou classificando o Verdão ontem pelo gol marcado fora de casa deve dar um respiro para o treinador. Que voltou idolatrado, com plenos poderes, excelente salário e já está no caldeirão. Pressionado a apresentar bons resultados e também bom futebol. Futebol que vimos ontem no segundo tempo, mas não no primeiro, e que tampouco foi visto diante do São Paulo e, antes, frente à Chape.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo