Apelo dos santistas



A polêmica no Peixe continua. Jogadores voltaram a demonstrar à diretoria e comissão técnica desejo de atuarem mais vezes no Pacaembu e menos na Vila após mais uma derrota no Alçapão, 1 a 0 para o Cruzeiro, no último domingo, pelo Brasileirão.

Dizem, internamente, que se sentem mais à vontade na capital paulista e que a torcida na Vila mais atrapalha do que ajuda. A comissão técnica concorda com eles, embora o discurso oficial seja de que a maioria adora jogar em Santos e prefere seguir com os jogos na Vila. E o discurso oficial é esse a fim de evitar mais retaliações por parte da torcida na Vila.

Anteontem jogadores e também o técnico Dorival Júnior foram hostilizados, algo que virou comum na Vila, pela derrota diante dos mineiros. Foi a quarta em 2017 em jogos na Vila, aliás. Antes o time perdera por lá para São Paulo, Ferroviária e Palmeiras.

Desde 2014, quando o Peixe perdeu quatro partidas no Alçapão, que não era derrotado num ano quatro vezes atuando na Vila.

Boa parte dos atletas e da comissão técnica gostaria de fazer o confronto de volta pelas oitavas de final da Libertadores no Pacaembu, não em Santos, mas, por questões eleitorais e para não descontentar os sócios que moram no litoral, a diretoria resolveu marcar o jogo para lá mesmo. Política, política…



  • Marcelo Mariotto Kurunci

    Joga Bola po, para de colocar a culpa no torcedor, no clima, no gramado na bola e no cansaço!! Torcedor não é OTARIO!!!

  • Julio Cesar Maciejewski

    Já passou da hora de deixar a província e ir jogar onde a maior parte da torcida está.

MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo