O preço justo



Ainda festejando o título paulista, o Corinthians insiste em rever o preço de sua arena em Itaquera e só pagar o valor “real” do estádio.

Conselheiros da situação e da oposição também querem que a diretoria contrate uma auditoria estrangeira para verificar minuciosamente as contas e as planilhas de gastos referentes à construção da arena Corinthians.

O argumento é de que a mesma poderia ter sido erguida por um valor muito menor e, se houve aditivos e aumentos no custo final, a responsabilidade não é do Timão, mas da Odebrecht, construtora responsável pela construção do estádio e envolvida até o pescoço na Lava Jato.

Hoje o preço da arena que o Timão teria que pagar ultrapassa a casa de R$ 1,6 bilhão, o que alguns conselheiros consideram um assalto à mão armada e querem contestar. Falam em pagar a metade e nada mais, o que deve levar o imbróglio para a Justiça (e para um auditoria de fora também).

Vale lembrar que o Corinthians enfrenta sérios problemas financeiros, ao contrário do Palmeiras, que tem uma patrocinadora muito forte, tanto que teve que pegar o prêmio do Paulista para quitar atrasados com alguns jogadores.

Volto a postar na outra segunda (dia 22). Até lá desejo um bom período a todos vocês e a todos nós, João Carlos



MaisRecentes

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo