A dívida do Verdão



O Palmeiras fez um planejamento financeiro para quitar até dezembro sua dívida com o ex-presidente Paulo Nobre.

Hoje o Palestra deve pouco menos de R$ 70 milhões para o ex-dirigente, que está afastado da atual diretoria. A dívida chegou perto de R$ 200 milhões, mas a maior parte, segundo o clube, já foi quitada.

As parceiras do Verdão, cuja cúpula não se dá com Nobre, quer afastar cada vez mais o ex-presidente do Palestra e diminuir seu grau de influência, que é cada vez menor, aliás.

O atual mandatário, Maurício Galliote, que foi eleito com o apoio de seu antecessor, afastou-se dele e se aproximou dos patrocinadores do Palmeiras, representados por Leila Pereira, dona da Crefisa e que sonha em um dia assumir o comando do clube.

Ela já teria injetado mais de R$ 300 milhões no clube, foi a principal responsável pela montagem do elenco atual e virou interlocutora frequente de Galliote.

E ainda aposta, como também faz o presidente, no trabalho de Eduardo Baptista, mesmo após a eliminação no Paulistão. O discurso oficial, nesse caso, é que o técnico continua com prestigio no Palestra. Até quando, porém, não se sabe. Ah! O futebol…



MaisRecentes

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo

Seleção magoada



Continue Lendo