Timão x Odebrecht



Um grupo de conselheiros corintianos quer que o Timão parta para o confronto com a Odebrecht e contrate uma auditoria para analisar uma série de questões em relação à arena em Itaquera.

Um dos pontos mais controversos é em relação ao preço final do estádio, que acabou custando mais do que o previsto inicialmente. O grupo quer apurar o que aconteceu, ainda mais vendo a Odebrecht no centro das investigações da Lava Jato. Quer ouvir também Andrés Sanchez, ex-presidente do clube que conduziu as operações que viabilizaram a construção da arena, e o ex-presidente Lula, que também teria se envolvido nas negociações.

Além do custo real do estádio há discordâncias entre Corinthians e a construtora sobre o estado de conclusão da obra. Sobre o que será preciso fazer para termina-la e sobre quanto custará. Fora saber quem pagará pelos gastos finais.

Há ainda a questão da segurança (ou falta dela). Placas de granito estariam se soltando e o grupo de conselheiros que quer if a fundo no caso teme que aconteçam acidentes, colocando em risco a segurança do torcedor.

Fora toda essa balbúrdia, ele pede explicações sobre as dificuldades para se vender os direitos de nomear o estádio, novela que completa seis anos sem um desfecho, e uma análise de quanto o Corinthians já gastou no local e quanto ainda terá que gastar, o que impacta, claro o departamento de futebol.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo