Pressão por Sidão



Mesmo antes das duas atuações de Sidão pela Florida Cup conselheiros e dirigentes tricolores vinham defendendo, nos bastidores, que o goleiro que veio do Botafogo tem que ser o titular do São Paulo na temporada. E Rogério Ceni, cujo início de trabalho é só elogios no Morumbi, sabe disso.

O próprio Ceni sugeriu a contratação de Sidão pensando em tê-lo como titular, embora tenha carinho e respeito por Denis, que por anos amargou o banco do São Paulo enquanto ele, Ceni, era o titular e adiava o encerramento da carreira. Até por isso (e para não queimar Denis de vez no Tricolor) o novo treinador sinalizou que faria um rodízio entre os dois. Que não deve durar muito.

Se depender de boa parte da torcida, do conselho e mesmo da direção são-paulina, Sidão é titular e ponto.

Denis, desde o ano passado, vem recebendo críticas pesadas no Morumbi (e na Barra Funda) e nos jogos do Tricolor por ter falhado em diversas oportunidades e demorado a admitir os erros. Mesmo grandes defesas que fez em 2016 não serviram para amenizar as críticas, que chegaram a ser pesadas por parte de alguns conselheiros.

Acho Denis, como afirmei mais de uma vez, bom sujeito, trabalhador e muito esforçado, mas, por não ter confiança de parte significativa da torcida e da direção do clube, deveria procurar novos ares. Porque em outro ambiente e em outras circunstâncias pode mostrar melhor suas qualidades. No Morumbi, a meu ver e na opinião de muita gente que frequenta as entranhas do clube, não será fácil. E a vez, acha essa turma, é mesmo de Sidão.



  • Tri-Mundial Soberano

    SIDÃO BANKS E O NOVO MITO

MaisRecentes

Flamengo e CBF



Continue Lendo

Oposição santista



Continue Lendo

Santos em SP



Continue Lendo