Racha no Inter



Apesar de um ter saído oficialmente em defesa do outro, na semana em que os dois deram declarações pra lá de infelizes, não anda boa a relação entre o presidente do Inter, Vitorio Piffero, e o vice de futebol, Fernando Carvalho.

O primeiro considera o segundo, que já ocupou a presidência do clube gaúcho com muito sucesso na década passada, um dos principais responsáveis pela situação em que se encontra o time no Brasileirão. Foi Carvalho, afinal, quem bateu o pé no nome de Celso Roth, técnico ultrapassado que foi um decepção como “comandante” do Inter.

Já o ex-presidente acha que Piffero errou ao não encarar de frente a situação que já vinha degringolando há tempos e que o atual mandatário achava que o Inter, por ser um gigante, não cairia e ponto. Quando, rodada após rodada, foi se complicando na tabela.

Pode até escapar do rebaixamento domingo, mas muita coisa vai ter que mudar para o ano que vem. Até porque Piffero e Carvalho não têm se entendido nem sobre quem deve comandar o time em 2017 e tampouco sobre a postura de alguns jogadores em campo. E o que dizer sobre reforços, sejam para disputar a Série A ou a B?

Para complicar Alex, que fez um papelão semana passada dando a entender que queria melar o campeonato, aproveitando-se da tragédia da Chapecoense, também não anda satisfeito no clube. E teria dado a cara a bater a pedido da dupla de dirigentes, que agora se desentende.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo