Estádio sem nome



A direção do Corinthians diz que os escândalos que se aproximam da arena em Itaquera não atrapalham em nada a venda dos direitos de nomear o estádio, até hoje não concretizada, mas internamente a história é outra. Dirigentes do Timão têm comentado que as notícias negativas em relação à arena têm afastado, sim, possíveis investidores.

A ideia, vale lembrar, era negociar os famosos naming rights até fevereiro de 2012, mas passados quase cinco anos da data programada até agora nada.

Com a Lava Jato cada vez mais próxima de Itaquera e a discussão sobre possível risco de deslizamento no local, sem falar no afastamento de Andrés Sanchez, que negociava os naming rights, do presidente Roberto de Andrade, a coisa anda feia pelo lado do Corinthians.

E há ainda o temor do que acontecerá com as delações premiadas negociadas com os principais executivos da Odebrecht, construtora responsável pelo estádio, cujo presidente está preso, por conta da Lava Jato, desde junho do ano passado. Deve sair do regime fechado ano que vem, já que negocia delação premiada ele também. E Marcelo Odebrecht tem causado calafrios não só em Brasília. No Parque São Jorge também. Aguardemos os próximos capítulos…



MaisRecentes

Os rivais do São Paulo



Continue Lendo

O discurso de Tite



Continue Lendo

A reeleição de Galiotte



Continue Lendo