O tênis reclama



Dirigentes do Comitê Olímpico Internacional começaram a analisar as reclamações dos tenistas nos Jogos do Rio e devem sugerir mudanças para Toquio-2020.

Os atletas e dirigentes de tênis querem que a modalidade comece antes da abertura da Olimpíada, assim como acontece com o futebol masculino e feminino, dando um pouco mais de tempo entre um jogo e outro.

Eles têm reclamado do cansaço, ainda mais aqueles que não disputam apenas o torneio de simples.

Outro protesto tem sido em relação à torcida, que não para de se manifestar, em clima de Copa Davis, e ontem passou do limite no jogo entre o brasileiro Thomaz Bellucci e o espanhol Rafael Nadal.

Nos Jogos em que são pregados a tolerância e o respeito à diversidade Nadal foi chamado de “maricas” e hostilizado por alguns torcedores, que atrapalharam a atuação dos dois.

O COI e o Comitê Organizador dos Jogos do Rio têm lembrado que cabe aos árbitros pedir calma à galera e só retomar o jogo quando o silêncio predominar, mas o COI diz que, conhecendo o comportamento dos japoneses, pelo menos isso não acontecerá em Tóquio, nos próximos Jogos.

Já aqui a torcida é mais alegre, verdade, só que os excessos têm que ser coibidos. E punidos. Alegria, afinal de contas, não é sinônimo de desrespeito.



MaisRecentes

Elogios a Loss



Continue Lendo

Não vai ter Copa?



Continue Lendo

O escândalo de Platini



Continue Lendo