O Brasil das medalhas



Em contato com dois dirigentes do Comitê Olímpico Internacional eles me disseram que a preocupação com o andamento dos Jogos é grande. Há inquietação não só em relação à organização, com uma série de itens deixados para a última hora, mas também com a segurança e possíveis manifestações contrárias à Olimpíada.

Um deles chegou a dizer que se a escolha da sede tivesse sido feita em 2014, 2015 ou agora em 2016 jamais o Rio teria vencido, principalmente porque o momento do Brasil é outro. A crise econômico-política está aí para todo mundo ver…

A expectativa em 2009, quando o Rio ganhou a eleição na Dinamarca, era bem diferente da de agora.

A esperança do COI, porém, é que o Brasil comece a ir bem nos Jogos e a ganhar uma medalha atrás da outra. Com a cobertura extensiva da imprensa e das medalhas brasileiras os dirigentes esperam que o humor da população em relação à Olimpíada mude e o clima de festa e oba-oba contagie o cidadão comum.

Se o Brasil não cumprir a meta de ficar entre os dez melhores e começar a perder medalhas que muitos já dão como certas o receio é que o humor siga como está… Problemático.



MaisRecentes

Ainda dá?



Continue Lendo

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo