A situação de Bauza



A diretoria do São Paulo ficou bem irritada com Edgardo Bauza pelos 2 a 0 aplicados pelo Atlético Nacional, da Colômbia, quarta da semana passada.

Consideram que o treinador mexeu mal no time após a expulsão de Maicon, quando colocou Hudson na lateral esquerda, tirou Wesley de campo e deslocou Mena para a zaga. Diego Lugano, que a direção acha que deveria ter entrado, seguiu no banco.

Com isso, apareceu uma verdadeira cratera na defesa do Tricolor, justamente no setor esquerdo, e os colombianos marcaram os dois gols que os deixam muito próximos da decisão da Libertadores.

Para a direção e boa parte dos conselheiros, em vez de, mesmo com dez, insistir em tentar a vitória, Bauza deveria ter recuado o time e segurado o 0 a 0. Para daí tentar um empate com gols fora de casa.

Apesar da decepção e, mais do que isso, irritação com o técnico argentino, em conversas com membros da direção e do conselho, o parecer é unânime. Não há chances de o treinador ser demitido em 2016. Segue até o final do ano.

E a expectativa é que, com o time completo no Brasileirão, possa brigar pelo menos por uma vaga no G-4. E assim voltar à Libertadores no ano que vem…



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo