A meta do Flu



A diretoria do Fluminense acha que, com os três reforços apresentados durante a semana e outros dois que estão por vir, o time tem todas as condições de, no mínimo, brigar por uma vaga na Libertadores. Já há até quem fale em lutar pelo título do Brasileirão.

Em um campeonato tão disputado como o Nacional, de fato, tudo é possível, mas Levir Culpi tem uma posição diferente. Vê os novos contratados com cautela e lembra, embora não publicamente, que não chegou nenhum jogador de outro mundo às Laranjeiras. Já avisou a direção que o elenco segue com carências nos três setores: defesa, meio-campo e ataque.

Foram apresentados os meias Maranhão e Dudu, além do lateral-esquerdo William Matheus. Devem chegar mais dois jogadores para o segundo semestre, um meia clássico e um atacante, completando o grupo para o campeonato.

No início do Brasileiro Levir reclamou várias vezes e aí publicamente da necessidade de reforços, gerando problemas com o próprio elenco, que se sentiu desvalorizado. Reforços começaram a chegar, vamos ver se correspondem às expectativas da diretoria e do torcedor também.



MaisRecentes

Contas corintianas



Continue Lendo

Timão em 2018



Continue Lendo

Verdão aflito



Continue Lendo