O Mengo e a CBF



O convite da CBF a Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo que aceitou ser o chefe da delegação brasileira na Copa América dos Estados Unidos, segue dando confusão.

O dirigente vem sendo muito criticado na Gávea e também por representantes de clubes rivais que veem na decisão uma forma de ficar de mãos dadas com o poder estabelecido.

Antes crítico da confederação, Bandeira de Mello já recuou no projeto de organizar uma liga de futebol de clubes, que assumiria a administração do Brasileirão.

Nos bastidores o motivo alegado é que as agremiações no Brasil pensam no próprio umbigo e não há clima para criar uma liga.

Internamente uma outra explicação é que o Flamengo, que ao lado do Corinthians detém as maiores cotas da TV, poderia acabar prejudicado.

Oficialmente, porém, Bandeira de Mello segue com o discurso de que é independente da CBF e do establishment do futebol brasileiro e que não vê problemas ao aceitar o convite de Marco Polo Del Nero. Aquele que se recusa a sair do país.



MaisRecentes

A falta de um líder



Continue Lendo

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo