Pelé na Seleção



A CBF pretende se reaproximar de Pelé e convida-lo para ajudar a Seleção Brasileira a recuperar credibilidade no Brasil e no exterior.

A cúpula da entidade, leia-se Marco Polo Del Nero, apesar de oficialmente estar licenciado da presidência, gostou de entrevista que o ex-jogador deu à “Folha de S.Paulo”, em que se recusou a atacar a CBF e também o técnico Dunga.

Já havia vontade de convidar Pelé para chefiar a delegação brasileira de futebol masculino nos Jogos do Rio, mas agora o projeto pode ser maior. Transforma-lo numa espécie de embaixador da Seleção e contar com seu apoio também na Copa América dos Estados Unidos.

O empecilho passa por um acerto entre patrocinadores. Da CBF e do próprio Pelé.

Acerto à parte, não será por aí que nosso futebol irá resgatar sua credibilidade perdida. O problema, repito, é de gestão e de estrutura. No caso da CBF, viciada, a meu ver, tanto que acaba impedindo a rotatividade no poder e novas vozes no principal esporte do país. E é disso que precisamos. De novas vozes. Diálogo. E uma mudança que não seja apenas para inglês, ou no caso brasileiro, ver.



MaisRecentes

Briga por Alan Kardec



Continue Lendo

São Paulo em parafuso



Continue Lendo

Conversas com um jovem…



Continue Lendo