Fora, Dunga



Pelo menos dois patrocinadores da CBF querem a saída de Dunga do comando da Seleção. Acham que ele não tem condições de continuar comandando o time, que está fora da zona de classificação para a Copa de 2018 e pode, a continuar assim, pela primeira vez na história deixar de participar de um Mundial.

O treinador, que nem dormiu no voo de volta do Paraguai ao Brasil, segue com o cargo ameaçado. Só não foi demitido no final do ano passado porque o presidente Marco Polo Del Nero, investigado pelo FBI, tem preocupações mais sérias no momento. Tanto que se licenciou da presidência da CBF e deixou um fantoche, o coronel Nunes (o famoso quem?), em seu lugar.

Sem interlocução no Brasil a direção da Fifa, que veio para a América do Sul, nem deve visitar o país, o que mostra o descalabro em que vive nosso futebol.

E Dunga, além de comandar a Seleção principal, deve dirigir a olímpica nos Jogos do Rio. Se não cair antes, como querem dois dos parceiros da CBF.

Para ser sincero não deveria nem ter entrado no cargo. Nao aprendeu nada de 2010 pra cá, não se reciclou, não se aprimorou e o mesmo vale para a CBF, que pelo jeito nada aprendeu com os famosos 7 a 1 da Alemanha. Inacreditável!



MaisRecentes

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo

Galo pega fogo



Continue Lendo