Sem caixa



A promessa da diretoria são-paulina ao técnico Edgardo Bauza de contratar de dois a três reforços de peso até metade do ano não deve ser cumprida. E o motivo é que o clube segue com sérios problemas de caixa.

Sem recursos, as contratações, caso efetivadas, seriam de jogadores do chamado segundo escalão.

O Tricolor está, inclusive, com dificuldades para acertar pagamentos de direitos de imagem com o elenco atual, o que gerou, bem recentemente, protesto de parte do grupo.

O treinador argentino, no entanto, insiste que o São Paulo precisa ser reforçado com dois ou três nomes de primeira linha se quiser almejar algo mais grandioso na temporada, como o título do Brasileirão ou o da Copa do Brasil.

Na Libertadores o time está com um ponto em dois jogos disputados e terá que brigar muito para conseguir passar da fase de grupos.

Além dos reforços, a diretoria se preocupa com o Morumbi, que necessita urgentemente de reforma. O gramado já foi trocado, mas o projeto de modernização do estádio não saiu do papel por falta de grana e brigas políticas internas. E, com a economia do país complicada do jeito que está, a reforma não seria feita tão cedo, não.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo