Palmeiras em chamas



A queda de Marcelo Oliveira, já esperada há algum tempo pelos lados do Palestra, não amenizou o clima no Palmeiras. A diretoria segue extremamente irritada com alguns jogadores, que não estariam dando o máximo em campo. Até por isso Alexandre Mattos, que anunciou a saída do técnico, fez questão de dizer que a responsabilidade pela campanha irregular do Verdão tem que ser dividida com os atletas e não é so de Oliveira, demitido após a derrota de ontem para o Nacional do Uruguai.

Dentro do próprio departamento de futebol, no entanto, existe a sensação de que houve equívocos nas contratações para a temporada 2016. Que a diretoria errou ao optar por quantidade e não qualidade e que o excesso de jogadores tem gerado problemas, como muita insatisfação entre os que não estão conseguindo a posição de titular e um clima péssimo no vestiário.

Os atletas também não estariam seguindo as ordens de Oliveira, que estaria sem moral com o grupo e por isso, na avaliação da direção, não tinha mais condições de continuar no Palestra.

No final de semana, contra o São Paulo, Alberto Valentim deve ser o técnico interino. Para o lugar de Oliveira Cuca é o primeiro nome na lista do presidente Paulo Nobre, outro que anda muito irritado com o que alguns chamam no Verdão de marasmo de jogadores. Mas na opinião desse colunista e blogueiro não foi por falta de vontade que o Palmeiras perdeu ontem mais uma vez, complicando um bocado sua situação na Libertadores. Faltaram qualidade e esquema tático, não vontade por parte do elenco.



MaisRecentes

Haja coração!!!



Continue Lendo

Cânticos brasileiros



Continue Lendo

Seleção no divã



Continue Lendo