Santos x Damião



A polêmica entre Leandro Damião e o Santos tem gerado muita discussão dentro da Vila, já que os próprios dirigentes não se entendem em relação ao caso, mas também no estafe do atleta, que não sabe direito o que fazer e tem batido cabeça até aqui.

A decisão da Justiça que refez o contrato do atacante com o Peixe no último final de semana revoltou o empresário do atleta, Vinicius Prates, que disse que Damião não se reapresentaria na Vila em hipótese alguma. Mas o jogador, que há um ano processou o Santos por conta de atrasos salariais, foi aconselhado por familiares a pegar mais leve nas declarações e buscar uma saída amigável.

Seus assessores estão divididos entre o que ele deve ou não fazer e há quem sugira uma negociação e um acordo que contente os dois lados, o que não é o caso do empresário de Damião, que diz respeitar decisão do Tribunal Superior do Trabalho favorável ao jogador e quer o confronto judicial.

Na Vila o caso também gera muita polêmica. Na segunda da semana passada, ainda antes da virada do ano novo, o presidente Modesto Roma Júnior afirmara que o atacante topara voltar e que o aceitaria de volta de muito bom grado. A declaração revoltou conselheiros e parte da diretoria, para os quais não há clima para o atleta vestir novamente a camisa do Santos.

Damião chegou a dizer que não tem problemas com a nova direção do Peixe, mas com a anterior, que saiu há cerca de um ano. Sua fala, porém, não deixou seu empresário muito satisfeito, não.

Para um grupo de conselheiros o Santos tem que forçar a barra, seguir lutando na Justiça para ter o jogador e depois se desfazer do mesmo.

O problema é que, segundo decisão que havia sido tomada pelo Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, qualquer clube brasileiro que resolvesse contrata-lo teria que desembolsar R$ 200 milhões. Sendo do exterior, mais de quatro vezes o valor. E, cá entre nós, Damião não vale nem perto das cifras mencionadas. A história ainda promete…



  • Dr. Karl

    Acho que o acordo é o melhor caminho para as duas partes, porque o Santos pode tomar um prejuízo astronômico e o Damião não vai conseguir nada enquanto a ação na justiça não for encerada.
    Se fecharem algum acordo rápido, pode ser que ele seja negociado ainda neste mês.

MaisRecentes

Santos em SP



Continue Lendo

Fuga de patrocínio



Continue Lendo

Verdão vai às compras



Continue Lendo