Bronca em Doriva



A direção do São Paulo pediu para Doriva dar uma maneirada nas declarações à imprensa. O técnico, contratado por Carlos Miguel Aidar, que renunciou à presidência do clube acusado de uma série de irregularidades, anda falando muito e incomodando dirigentes e jogadores.

As críticas de Doriva ao trabalho do colombiano Juan Carlos Osorio, que era querido por boa parte dos atletas e também da diretoria, não pegaram bem. Tampouco os elogios exagerados ao desempenho do time, que ele vê crescer de jogo a jogo.

Apesar de sua primeira vitória como técnico são-paulino ontem, em Curitiba, o Tricolor mais uma vez jogou mal. A avaliação da diretoria é que o ataque tem perdido muitos gols, como já acontecera contra o Santos, no jogo de ida da Copa do Brasil, e que a defesa está mal posicionada, tanto que cede muitas oportunidades aos rivais.

A ordem para Doriva é conseguir uma vaga na Libertadores, o que salvaria a temporada do clube.

Pela Copa do Brasil tem que vencer o Santos por três gols de diferença na Vila ou por dois, desde que marque pelo menos quatro gols, para ir à final do torneio. Se ganhar por 3 a 1 a decisão será nos pênaltis.

Pelo Brasileirão tem que ficar entre os quatro primeiros. Apesar de seguidas más atuações o São Paulo segue firme na briga, que envolve também Santos, Internacional, Palmeiras, Sport e Ponte.

Em caso de fiasco nos dois torneios é possível que Doriva não siga como técnico são-paulino ano que vem.



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo