Baile santista



Cinco minutos no segundo tempo foram suficientes para o Santos marcar dois gols e abrir larga vantagem para o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, semana que vem, na Vila Belmiro.

O time praiano foi muito mais efetivo do que o São Paulo, uma equipe desorientada, sem esquema tático e com uma defesa muito, muito frágil, e mereceu a vitória por 3 a 1.

Os rápidos garotos santistas, comandados por Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Gabriel, deram um show no Morumbi e aproveitaram o queijo suíço que é a retaguarda tricolor para conseguir o resultado.

Desde que Dorival Júnior assumiu o comando o futebol apresentado pelo Santos tem momentos de magia, enquanto o São Paulo, mesmo tendo perdido várias chances de gol, segue desconjuntado, jogando na base do abafa e com atletas desequilibrados emocionalmente, caso de Paulo Henrique Ganso. Ganso, aliás, não é nem sombra do que já foi no seu início de Santos. Tem jogado pouco, pouco, pouco.

A continuar assim o Santos tem tudo para chegar à final da Copa do Brasil, pegando Fluminense ou Palmeiras, uma semifinal complicada, com os cariocas vencendo por 2 a 1 no Rio, mas uma vitória por 1 a 0 em casa basta para o Verdão passar à final.

Seja como for dos quatro semifinalistas o que apresenta futebol mais bonito é, a meu ver, o Santos. E de longe, Pelo que tem apresentado espero que fique com a taça e a vaga na Libertadores. Tem feito por merecer.



MaisRecentes

Paulistas com medo



Continue Lendo

A mágoa de Ceni



Continue Lendo

Alerta a Raí



Continue Lendo