Luxemburgo na berlinda



Vanderlei Luxemburgo tem sido cada vez mais questionado no Cruzeiro. Conselheiros, irritados com a falta de padrão de jogo do time, pedem sua saída, mas a diretoria resolveu lhe dar mais uma oportunidade e aguardar o início do segundo turno do Brasileirão, além do jogo de volta contra o Palmeiras pela Copa do Brasil.

No torneio nacional, os mineiros até agora não conseguiram apresentar bom futebol e o time segue no meio da tabela, com enormes dificuldades para se aproximar do pelotão da frente, que tem Corinthians, Atlético-MG, Grêmio e Fluminense no G-4.

Na Copa do Brasil, estreou jogando mal nas oitavas de final, perdendo para o Verdão, 2 a 1 no Allianz Parque. Tem chances de, na partida de volta, no meio da semana que vem, mudar a situação e conseguir a vaga para as quartas de final.

Seja como for o trabalho de Luxemburgo está bem aquém do que esperava a diretoria cruzeirense.

Vale lembrar que no início do campeonato o técnico estava na Gávea, comandando o Flamengo. Depois de um fiasco no Estadual do Rio e de um péssimo início no Brasileiro, acabou saindo do Rio e assumindo o Cruzeiro, que dispensou Marcelo Oliveira. O Flamengo, por sua vez, que assim como o Cruzeiro iniciou o campeonato flertando com o rebaixamento, contratou Cristóvão Borges, ontem demitido pela direção.

Luxemburgo, ciente de que está balançando no cargo, ontem resolveu reagir e criticar a política dos clubes brasileiros, que diante de dois, três ou quatro maus resultados já mandam seus treinadores embora. Mostrou-se solidário a Cristóvão Borges e criticou a atitude da direção da equipe carioca. Atitude que, se o Cruzeiro não reagir logo nas próximas rodadas, poderemos ver em Minas também.



MaisRecentes

Fernando Diniz na berlinda



Continue Lendo

Deuses da Bola



Continue Lendo

Galo pega fogo



Continue Lendo