Marin nos EUA



A família de José Maria Marin já se prepara para a extradição do ex-presidente da CBF da Suíça para os Estados Unidos.

A previsão, segundo advogados contratados para defender o dirigente em Nova York, é que até outubro ele seja enviado à América do Norte, onde responderá por uma série de crimes, entre os quais fraude, lavagem de dinheiro e recebimento de propina.

Marin foi preso em Zurique no último 27 de maio após investigações do FBI e os norte-americanos pediram para que ele seja mandado aos EUA a fim de responder o processo pelo qual pode pegar até 20 anos de prisão.

Familiares de Marin devem se deslocar para Nova York, onde o ex-comandante da CBF tem apartamento, no mês que vem, estabelecendo uma base para recebe-lo, caso consiga negociar prisão domiciliar.

A ideia da defesa é pagar fiança e colaborar com as autoridades locais, seguindo procedimento adotado pelo empresário J. Hawilla, que ajudou na investigação e pagou severa multa ao Fisco norte-americano.



MaisRecentes

Conversas com um jovem…



Continue Lendo

Lucas Lima abalado



Continue Lendo

Rodriguinho fora?



Continue Lendo