A defesa de Neymar



Neymar e seu pai têm investido pesado em advogados para defender a dupla que virou ré na Espanha por conta da nebulosa transferência do atacante do Santos para o Barcelona.

A notícia de que os dois se tornaram réus e também estão sendo investigados no Brasil surgiu no início da Copa América, antes da crise nervosa que Neymar teve em campo diante da Colômbia, sendo expulso ao final da partida e banido do torneio em que o Brasil seria eliminado nas quartas de final pelo Paraguai.

Até agora Neymar Jr. e seu pai teriam gastado mais de R$ 4 milhões com serviços advocatícios no Brasil e na Europa, valor superior ao que José Maria Marin, ex-presidente da CBF preso em Zurique desde maio passado, gastou em sua defesa. Até aqui as despesas de Marin com advogados na Suíça e nos Estados Unidos estaria perto da casa dos R$ 2,5 milhões.

Sobre o processo que corre na Espanha, Neymar tem mantido silêncio e dito apenas que confia em seu paí. Os valores divulgados pela transação até hoje têm sido contestados, inclusive pelo Fisco espanhol e o negócio já derrubou da presidência do Barça Sandro Rosell, amigo de Ricardo Teixeira e um dos principais responsáveis pelo negócio.

Processo à parte, Neymar segue investindo em imóveis e estaria de olho numa cobertura na Quinta Avenida em Nova York. Em Santos constrói uma mansão que deve ter pelo menos sete andares, quatro deles temáticos, num terreno de quase 6 mil metros quadrados.

Negócios, negócios… Na era das celebridades nada mais natural. E se ganha dinheiro honestamente, o que diz que é o caso, não há nada de errado nisso. Embora, a meu ver, uma casa com pelo menos sete andares, quatro deles temáticos, seja um pouco demais. Há formas melhores de investir o dinheiro, acho. Mas cada um, cada um e na era em que o ter vale mais do que o ser confesso que não me surpreende, apesar de ser fã de Neymar. Um craque com a bola nos pés.



MaisRecentes

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo

Naming rights em 2019



Continue Lendo