A queda do Santos



A situação do Santos segue extremamente desconfortável, para não usar termos mais fortes, depois que o time levou de quatro do Goiás e continua na zona de rebaixamento.

Conselheiros estão revoltados com a diretoria e as atuações do time e apontam o atraso no pagamento de salários e direitos de imagem como um dos motivos para a queda de produção no campeonato.

Há quem veja má vontade no elenco, como alguns também viam no São Paulo, que voltou a jogar bem ontem, batendo o Vasco, depois que boa parte dos atrasados foi acertada com o grupo.

O desempenho de Marcelo Fernandes como técnico vinha sendo questionado há algum tempo e ele chegou a ser comparado a Oswaldo de Oliveira no Palmeiras. Com o treinador, o Verdão estava no fundo do poço, mas agora que entrou Marcelo Oliveira a equipe engrenou. Finalmente.

As críticas também são pelo que alguns consideram descaso de Modesto Roma Júnior, que viajou com seu vice para ver a final da Copa América no Chile quando as coisas já pegavam fogo na Vila.

O trabalho de Dagoberto Santos como superintendente de esportes também vinha sendo questionado há algum tempo e a diretoria preferia se calar a respeito.

As contas do Santos também são nebulosas e o clube está com o caixa de mal a pior. Muitos querem saber aonde foi parar o dinheiro de tanto jogador vendido e exigem explicações não só de Modesto Roma Júnior mas também dos dois últimos presidentes santistas, que deixaram os cofres vazios.

A prometida auditoria das finanças do Santos ainda não saiu e enquanto isso, sem caixa, o sonho passa a ser escapar da degola no Brasileirão. Muito pouco para quem apostava numa nova geração de meninos da Vila. Com jogadores experientes ao lado, como Robinho, seria mais fácil. Mas cadê o dinheiro? Pelo jeito o gato comeu.



MaisRecentes

Cadê os patetas?!?



Continue Lendo

Complô no Santos



Continue Lendo

O contrato de Felipe Melo



Continue Lendo