Osorio e Aidar



Carlos Miguel Aidar pediu à direção do futebol que dê total apoio a Juan Carlos Osorio.

O presidente são-paulino ficou preocupado com as críticas ao treinador, que resolveu mexer no esquema tricolor e colocar três zagueiros no jogo contra o Avaí e acabou levando o gol de empate nos instantes finais.

Terminada a partida o colombiano foi questionado por repórteres, conselheiros e torcedores a respeito das mudanças e responsabilizado por muitos pelos dois pontos perdidos em casa.

O receio de Aidar é que uma possível derrota diante do Palmeiras, no Allianz Parque, coloque mais pressão pra cima do treinador, que pode deixar o estádio ainda mais contestado.

O dirigente acha que Osorio precisa de tempo, no que tem razão, e que tem o direito de fazer as experiências que achar necessárias.

Para evitar que a situação piore, a ideia é procurar os líderes das organizadas que estarão na arena palmeirense e pedir paciência com o treinador. Que é um profissional extremamente capaz e experiente, mas que precisa se adaptar ao futebol brasileiro. E isso leva tempo, claro.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo