O gramado do Palmeiras



A crise entre Palmeiras e WTorre aumentou ainda mais depois do final de semana, quando a direção do Verdão detonou o gramado do Allianz Parque.

Alexandre Mattos, diretor-executivo do clube, disse que é uma situação ridícula, um ótimo estádio com um gramado daqueles, todo esburacado. E que a responsabilidade é da WTorre, que construiu a arena e cuida da grama.

Jogadores também criticaram o campo, dizendo que está quase impraticável jogar futebol ali.

A direção da WTorre ficou indignada com a reação dos palmeirenses, especialmente da cúpula do clube, pois acha que roupa suja se lava em casa e está cansada de as divergências entre os parceiros no estádio continuarem tratadas publicamente, prejudicando ainda mais as relações entre as partes.

Encarou as declarações da pior maneira possível e viu a imagem da empresa ser arranhada ao público, o que a revoltou ainda mais.

Vale lembrar que a briga pelo número de cadeiras a comercializar entre as partes é antiga e teve que parar na Justiça e que as relações sempre foram tensas, agora um pouco mais.

Mas que nesse caso não há dúvidas de que os palmeirenses têm razão, não há. O gramado está terrível mesmo e não tem sentido uma arena de primeiro mundo como aquela ter um campo de quinta categoria.



MaisRecentes

Elogios a Felipão



Continue Lendo

Os rivais do São Paulo



Continue Lendo

O discurso de Tite



Continue Lendo