A defesa de Marin



Familiares de José Maria Marin começam a se mobilizar para cuidar da defesa do ex-presidente da CBF.

Nos Estados Unidos, a ideia é contratar pelo menos parte da equipe que trabalhou para livrar o economista francês Dominique Strauss-Kahn da cadeia.

O ex-chefão do Fundo Monetário Internacional foi preso no aeroporto JFK, em Nova York, acusado de ter atacado uma camareira num hotel em Manhattan. A funcionária disse ter sofrido uma tentativa de agressão sexual por parte de Strauss-Kahn.

O político francês foi para a cadeia e depois respondeu o processo em liberdade. Safou-se do caso depois que a credibilidade da camareira foi colocada em xeque.

O caso aconteceu em maio de 2011 e, na ocasião, Strauss-Kahn procurou os melhores escritórios de direito nos Estados Unidos para tirá-lo da cadeia e depois dos Estados Unidos.

Marin, preso na Suíça, deve ser extraditado para Nova York, embora tenha entrado com pedido na Justiça suíça para permanecer no país e responder pelo processo no Brasil.

Sua família quer que a CBF pague os honorários advocatícios, já que ele era o vice mais velho de Marco Polo Del Nero, cargo que assumiu no mês passado, mas a confederação não irá arcar com as custas nem com os advogados. A ideia de Del Nero, que saiu às pressas da Suíça para retornar logo ao Brasil, abandonando o congresso da Fifa, é se desvincular de seu antecessor. Mas não será fácil. Inclusive porque Marin certamente sabe muito sobre os porões da entidade.



  • Daniel

    Vintão!! Esse tá fodido!! Não vai aguentar um ano de cana. Tá vendo…. se tivesse vergonha na cara? Os amiguinhos já viraram as costas.

    • janca

      Os amigos caem fora na hora. São os primeiros…

  • sardu

    Esse vai enrolar um meses e depois vai abrir o pico, com 83 anos nas costas não vai querer ir pra cadeia sozinho. Vai falar do RT e do DEL.

    • janca

      Deve ter muito a falar. Muito mesmo.

  • José Moreira de Sousa

    Agora o Marim vai realmente saber quem são seus verdadeiros amigos. A meu ver somente os advogados e, porque serão bem pagos. É triste um senhor de idade ter que enfrentar tal situação. Contudo a ganancia não tem limites, daí ser natural que esteja em maus lençóis. Sei não, tanto dinheiro SUJO, para que? Vergonha, vergonha sem limites, merece mesmo é apodrecer na cadeia.

    • janca

      Não acho triste pela idade, não. Chegar aos 83 anos desse jeito mostra que não aprendeu nada na vida. Mas também me pergunto tanto dinheiro pra quê? E de propina? Já não tinha o suficiente? O que um sujeito desses tem na cabeça?

      • Eduardo Berti

        Janca corrupção funciona q nem crime organizado, uma vez dentro não tem como sair… O rabo estará sempre preso.
        Olha o J hawilla, a empresa do cara nos EUA fatura milhões de dólares por ano… e ainda assim não para
        Estou curioso para saber se algo respingará na Globo q sempre deteve direitos de imagem do Brasileiro, copa, sem contar q o hawilla já foi repórter esportivo pela emissora num futuro longínquo.
        Abs
        Eduardo

        • janca

          Vou tocar no assunto em breve, mas a Globo faz questão de dizer que as emissoras de TV e ela, em particular, não estão sendo investigadas. Imagino que já tenha reparado. Abraço, João Carlos

  • Mario

    eu escolheria os advogados q defenderam o O.J. Simpson , eles são mais qualificados em defender o indefensável .

    As claras o Nero não vai pagar os advogados , mas vai pagar por baixo dos panos , ele não pode deixar o Marin sem ajuda senão ele vai abrir a boca.

    • janca

      Não tinha pensado nessa questão do pagamento dos advogados… Tudo é possível, tudo é possível. E boa sugestão a dos advogados do OJ Simpson.

  • João Mickael

    Boa noite

    Um fato que está sendo deixado de lado, até pelos fatos envolvidos, mas que não deixa de ser assustador é a ingerência dos Estados Unidos em um assunto que em tese não o envolve diretamente, é de se estranhar e muito o falso moralismo dos americanos.
    Essas investigações teriam que ter partido dos países efetivamente prejudicados, mas se dependesse desse tipo de atitude infelizmente nada aconteceria.
    Outro assunto que também é de estranhar é a gana daquele jornalista britanico em atacar o presidente da Fifa e da CBF, no que ele está absolutamente correto, mas o que acho estranho é nenhum jornalista perguntar porque ele nada fala do país dele, com as suspeitas de lavagem de dinheiro, afinal o dinheiro da corrupção também passa pela Inglaterra.

    Abraço

    João Mickael

    • janca

      Os Estados Unidos dizem que bancos norte-americanos foram usados para pagamento de propina e que a Copa América do ano que vem, que será realizada lá, teria sido alvo de corrupção em contratos e venda de direitos de TV. Mas a investigação tem muita relação com o fato de terem perdido a Copa de 2022 para o Qatar. Fora que a Fifa montou um comitê de investigação para inglês, como se costuma dizer, e os norte-americanos decidiram se mexer. Sobre o jornalista britânico que você cita apenas acho que de fato os europeus de santos não têm nada. A corrupção passa por lá também. Grande abraço, João Carlos

      • João Mickael

        Prezado Janca

        Continuo achando os argumentos frágeis, o pagamento de propina deu-se entre empresas privadas e até onde se sabe não envolve diretamente empresas americanas, a ação se fosse o caso teria que ser movida pelas empresas que foram supostamente prejudicadas.
        Isso não invalida o fato dos dirigentes terem recebido comissão, o que é antiético e em muitos casos ilegal, embora ressalte que as transações ocorreram entre empresas privadas na maioria das vezes, quanto aos bancos americanos por não se tratar de dinheiro publico, ou seja o dinheiro vem em tese de empresas só se não foram pagos os impostos o que não parece o caso.
        Em resumo, em que pese o fato de recebimento de comissão indevida continuo na opinião que os Estados Unidos exacerbaram, como fizeram na invasão do Iraque, Afeganistão e abre mais um precedente perigoso.
        Quanto ao jornalista Andrew Jennings (lembrei o nome) só acho estranho ele vir ao Brasil chamar Ricardo Teixeira de ladrão e não investiga o país dele e nenhum jornalista questiona a respeito, pelo contrário se estende o tapete vermelho para o cidadão.
        Não digo que o s dirigentes são inocentes, muito pelo contrário, só questiono alguns fatos não esclarecidos e o que está por trás disso.

        Abraço

        João Mickael

        • João Mickael

          Só complementando existem denúncias contra Blatter, Platini e outros direigentes europeus e árabes mas só prenderam dirigentes do terceiro mundo…….

          • Mario

            a primeira pessoa q foi acusada e presa foi Charles Blazer , americano nascido em NY q fez acordo e entregou os outros cartolas q foram presos nos ultimos dias.

          • janca

            E o J. Hawilla tem empresas e negócios nos Estados Unidos também.

          • janca

            Sim, contra Platini pairam muitas suspeitas também, apesar de ele se fazer de santinho. E não entendo como Blatter segue solto, seu secretário-geral também, será que o fato de serem suíços ajuda?

          • janca

            Agora um outro ponto é que as investigações dos norte-americanos também se justificam porque a sede da Concacaf é em Miami. Fora transações dos envolvidos feitas em bancos norte-americanos e a Copa América de 2016, sob suspeita, que acontece nos Estados Unidos.

        • Mario

          os americanos não são santos , mas vc esta errado as empresas acusadas foram abertas em território americano para fazer esses negocios , então são americanas apesar de seus donos serem de outras nacionalidades , sem falar q existe uma empresa de material esportivo americana q esta sendo investigada e ainda não foi relevado o nome .

          E essas empresas não são paises ou embaixadas com imunidade diplomática , elas estão sujeitas as leis e regras do mercado financeiro americano não podendo fazer o q quer ou subornando dirigentes esportivos para obterem o q querem , o capitalismo pode ser selvagem , mas se vc pisar nas regras e for pego a punição também .

          lembrando q os EUA tem direito de investigar qnd se sentem atingidos sem precisar esperar por ninguem e prender os culpados , como o Brasil também pode , mas não faz , se fizesse…..

        • janca

          Concordo com você em partes, João, inclusive saiu ontem um artigo interessante na “Folha” de um articulista que pelo jeito pensa como você. Que é complicado ter os Estados Unidos como polícia do mundo. Isso eu também acho. Mas que as investigações são necessárias, são. Lamento que no Brasil não tenham dado em nada, já que se fala em corrupção no futebol há décadas. Sobre o jornalista britânico também acho que deveria focar um pouco na Inglaterra, o que não invalida o que escreve sobre Brasil ou Joseph Blatter. E até escrevi sobre isso depois de estar com ele numa das visitas que fez ao Brasil. O antecessor de João Havelange na Fifa também teve uma administração sob suspeita. A final da Copa de 1966, ganha pela Inglaterra, claro, país do cartola, que o diga. Grande abraço e bom final de semana, João Carlos

          • João Mickael

            O que disse é que os desvios não envolvem dinheiro público e as entidades são privadas, claro que sujeitas as regras americanas, mas continuo no ponto de vista que as empresas prejudicadas ´é que seriam as principais interessadas em processar os culpados, quanto ao americano ele por enquanto foi o único de primeiro mundo presos e por hora está solto.
            Outra situação, essas multas milionárias vão para onde, para os americanos?
            Os fatos geradores vem de outros países, que foram os que foram prejudicados.
            Será no impoluto Estados Unidos as grandes corporações americanas não pagam propina a governos para realizar ois seus negócios?
            As investigações são necessárias, mas como disse preocupa e muito os Estados Unidos se darem o direito de ser a polícia do mundo, ops terceiro mundo, porque até agora nenhum europeu, árabe foi envolvido e sabemos que o dinheiro provavelmente passou por eles, afinal se as copas da Russia e do Catar estão sob suspeita que o dinheiro passou por lá.
            Há muitos outros interesses nessa história, nada disso tira a necessidade de investigação, mas estaria muito mais feliz se partisse dos países prejudicados.
            Ab
            João

          • janca

            Os outros países prejudicados também têm que se mexer, caso do Brasil. Ou a Traffic só se envolveu em corrupção nos Estados Unidos? Tem que ser investigada aqui também, como começa a ser. E essa tese de que Fifa e CBF, por exemplo, são entidades privadas pra mim não cola, já que tratam de algo que é público, que seria do povo, do torcedor, que é o futebol. A CBF é dominada por um grupinho que se acha dono da Seleção, um patrimônio público, não privado, embora lamentavelmente seja tratado como tal. Usa a bandeira e as cores de nosso país e fatura uma fortuna. Mal consegue, apesar de tanta grana, organizar o Brasileiro, que não tem credibilidade, vide o que aconteceu em 2013, e administrar a Seleção, vide o papelão na Copa do ano passado. Os 7 a 1 são fruto da tal “gestão”.

          • Mario

            a questão é se eles se sentiram prejudicados sendo q os principais interessados são o povo e não empresas , lembrando q futebol é do povo , logo o governo como representante do povo tomou uma atitude investigando e processando quem acha culpado .

            o americano esta solto por q assumiu a culpa , pagou as multas e virou informante , como o brasileiro J.Havilla da trafic q esta meio solto pois parece q não pode sair dos EUA enquanto o processo corre e pode acontecer Marin e com todos os outros q foram presos na Suiça basta assumir a culpa pagar e entregar os outros ou se defender na justiça dos EUA .

            as multas podem ser devolvidas para os prejudicados no fim do processo se os reus forem considerados culpados basta a CBF e outros interessados entrarem com pedidos na justiça .

            se as corporações americanas pagam propina fora do território americano os outros governos q se sintam prejudicados deveriam tomar alguma atitude , lembrando q a corrupção na FIFA Conmebol , Concacaf e as sedes das ultimas copas foram amplamente divulgadas na impressa do mundo todo sendo se domínio publico .

            os americanos se portam como policia do mundo é verdade , agora nesse caso eles pediram a prisão de pessoas q talvez tenham feito negocios fora da lei dentro dos EUA e não prenderam europeus ou arabes e etc q tenham quebrado a lei em outro lugar do mundo .

            logico q os americanos tem outros interesses por trás , mas não é melhor nós preocupamos primeiro em mudar o nosso governo q não faz nada alem de aumentar a corrupção do nosso pais e depois começarmos a nós preocupar com o resto do mundo?

  • João Mickael

    Respeito o seu ponto de vista, ressalvando que a origem do dinheiro veio da Europa e Arábia e que já que mencionou também tem empresas nos Estados Unidos e movimentam fortunas por lá, quanto ao fato mencionado de que eles tem poder para investigar não se esqueça que uma alternativa factível depois do onze de setembro era a invasão da tríplice fronteira.
    Quanto aos prejudicados serem ressarcidos pela justiça americana eu realmente não acredito que esse dinheiro saia de lá.
    Há necessidade de se investigar, mas volto a dizer que deveria partir dos prejudicados.
    Infelizmente se o país não toma providências significa que merecemos o governo que temos.

    • Mario

      mas a origem do dinheiro nesse caso foi a traffic usa e a trafic internacional do brasileiro q pagaram suborno nos EUA para esses cartolas para terem os direitos sobre a copa america 2016 q acontece no EUA e direito de comercializar outros torneios , não a venda de votos para escolha da copa , a venda da copa só provocou a investigação , e também uma empressa americana de material esportivo (deve ser a NIKE)

      aqui tem a explicação com um grafico do crime q eles estão sendo acusados
      http://espn.uol.com.br/noticia/513326_relatorio-mostra-pagamento-de-propina-a-tres-figuroes-da-cbf

      eu também não acreditava q o Marin seria preso , mas foi , agora acho impossivel algum cartola va requerer o dinheiro preso na justiça americana.

      vc pensa só nas empresas prejudicadas , mas os prejudicados são os torcedores q não tem grana e nem apoio da policia ou do governo para acabar com o sistema dentro da CBF.

      se o nosso governo não nós protege , eu não vou atacar os americanos nesse caso por fazerem algo q eu gostaria de ter sido pelo nosso governo , mas nem por isso vou confiar cegamente neles.

    • janca

      Os Estados Unidos foram prejudicados também, fazem parte da Concacaf e vão organizar a Copa América do centenário, no ano que vem, cujos contratos estão sob suspeita.

MaisRecentes

A mágoa de Ceni



Continue Lendo

Alerta a Raí



Continue Lendo

Os erros do Verdão



Continue Lendo