Cerco a Traffic



Há pelo menos duas décadas muito se fala de J. Hawilla, que o empresário estaria no centro de esquemas de corrupção que atingiriam o futebol brasileiro e sul-americano, embora ele sempre negasse e tenha se saído bem durante os processos das CPIs no início da década passada, driblando o Congresso e as investigações.

Pego pela Justiça norte-americana, no entanto, o dono da bola ou do jogo, como queiram, e principal aliado da gestão Ricardo Teixeira na CBF (1989 a 2012), finalmente abriu o bico, deixando muita gente com a pulga atrás da orelha.

O Departamento de Justiça norte-americano o acusa de extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução das investigações. E o empresário, que não pode sair dos Estados Unidos, sucumbiu e virou réu confesso. Só lá terá que pagar quase R$ 500 milhões. Devolver dinheiro que teria recebido ilegalmente.

O caso, porém, deve crescer no Brasil, já que a Traffic segue forte no país e não devolveu um centavo de suas operações, hoje na berlinda, ao contrário do que está fazendo nos Estados Unidos, onde também atuava.

Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público devem fazer uma devassa nas operações do grupo Traffic, com sede nos Jardins, bairro nobre paulistano, nos próximos dias e semanas. Esperamos que tenham o mesmo sucesso que a Justiça norte-americana.

Vale lembrar que o grupo de J. Hawilla detinha os direitos de comercialização da Libertadores e negociava a transmissão do torneio com emissoras de TV, é dono de passes de jogadores, caso de Conca e Hernanes, de time em Portugal e de um centro exportador de atletas no interior de São Paulo, faria a venda dos camarotes do Allianz Parque e é proprietário da TV TEM, afiliada à Rede Globo.

Muitos negócios, muita gente envolvida? É o que suspeita a Justiça norte-americana, que pela delação de Hawilla, chegou a José Maria Marin, preso ontem na Suíça.

O empresário, que tinha exclusividade na venda dos direitos internacionais de TV da Copa-2014, revelou pelo menos parte do esquema de pagamentos de propina para comercialização de contratos de marketing e TV de torneios como Copa América e Libertadores. E revelou ainda pagamento de propina no negócio de uma empresa de marketing esportivo com a Seleção Brasileira, alvo de uma CPI na Câmara que terminou em pizza. Precisa dizer qual é? A gigante de marketing nega e diz colaborar com as investigações…

Ricardo Teixeira, amigo de Hawilla e ciente da delação nos Estados Unidos, há pelo menos um semestre preparou mudança para o Uruguai, onde espera encontrar refúgio seguro.

Mas, como disseram os norte-americanos, a história está apenas começando e muita gente deve explicações, como Marco Polo Del Nero, vice mais velho e principal aliado de Marin em sua curta e trágica passagem como presidente da CBF, e Joseph Blatter, que segundo a imprensa inglesa não pode deixar a Suíça.

Se a corrupção na Fifa data pelo menos de 1991 pra cá, como dizem os americanos, Blatter, se não sabia de nada, é no mínimo um tremendo de um competente. Foi secretário-geral até 1998, quando João Havelange deixou a presidência e ele próprio assumiu o trono. Não tem condições de continuar na entidade, que alguns já chamam de a máfia do futebol. Mas Blatter prefere simplesmente “a família do futebol”.



  • Mario

    finalmente esse povo da CBF ,Conmenbol e da FIFA vão organizar um campeonato de verdade entre os prisioneiros de uniforme laranja e os sem camisa kkkkkkkkkkkkkkk

    Agora precisam jogar uma luz no Kleber leite e mostrar seus laços com a traffic.

    Sempre acredite q era só a policia trabalhar q os cartolas iriam dançar , mas ainda tem muita coisa para acontecer , só espero q realmente aconteçam mudanças e o nosso governo não atrapalhe as prisões.

    Blatter é tremendo de um competente ou incompetente?

    • janca

      Bom dia, Mario. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal estão de olho na CBF. Hoje foi feita uma busca na entidade e há interesse das autoridades em vasculhar os contratos da confederação, especialmente com a Traffic. Mas a Klefer, de Kleber Leite, também está na mira… E de fato tem muita coisa para acontecer, tenho a mesma sensação que você, roubaram o futebol brasileiro, tiraram a credibilidade do esporte, Blatter inclusive. O suíço fez um mal danado ao futebol e deve explicações. Acho um tremendo de um incompetente, como um tremendo de um incompetente é José Maria Marin, aquele dos 7 a 1, e outro tremendo incompetente é Marco Polo Del Nero, que a meu ver deveria sair da CBF. Aliás apagaram da sede da entidade o nome com o qual ela tinha sido batizada… Não é mais sede José Maria Marin. Mas isso por si só resolve alguma coisa? Claro que não!

      • Mario

        a pergunta sobre Blatter é por no fim do texto esta q ele é competente .

        nossa mudaram rapido o nome do predio …. , bem diferente do antigo JH(engenhão) atual Nilton Santos

        pergunta se RT e outros cartolas brasileiros forem para Uruguay estarão protegidos dos EUA , mas estarão protegidos do governo brasileiro ?

        abrçs e boa semana.

        • janca

          Que eu saiba Ricardo Teixeira tem oscilado entre Brasil e Uruguai, passado uns tempos no Rio, outros no nosso vizinho sul-americano. E deve estar preocupado. Está metido nessa “lambança”, pra não usar um termo mais forte, até não poder mais. E mudaram rápido mesmo o nome da sede, quer dizer, tiraram logo o José Maria Marin de lá. Mas não dá para o Del Nero se descolar assim tão facilmente de seu antecessor. De quem era o vice mais velho e mentor, assim como Marin virou o vice mais velho de Del Nero. Parece piada, né?

  • Maximus Voreno

    Bom…. que continuem as investigações e que os culpados sejam realmente punidos.

    Lamentável que o futebol, um esporte que envolve tantas paixões esteja entalado nessa sujeira toda.

    • janca

      E a lama é muito maior do que imaginamos, porque ainda não chegaram a tocar em manipulação de resultados, embora até três ex-integrantes da Interpol tenham feito investigações a respeito. O mercado asiático e o do leste europeu são complicados quando o assunto é esse. E o torcedor ó!

  • Nilu

    Fantástico esse post João.
    Toda a verdade tem que vir à tona, por pior que seja. Estamos vivendo um momento de grandes mudanças em tudo que nos cerca e consequentemente em nós. Não será fácil, mas que tudo venha para melhorar esse mundinho. Temos que ficar na marcação, cobrar atitudes. E não podemos desistir.. Nilu

    • janca

      Verdade, Nilu. E complicado quando mexem com uma coisa pública, não privada, como é o caso do futebol, embora um grupinho a tratasse como se fosse dono do negócio. E o pior é que do jeito que as coisas estão aparecendo esse grupinho era dono mesmo. Ou tinha se apoderado do jogo. Boa quinta, João

  • Joseph Blatter acaba de discursar no evento da Fifa:

    “Vamos permanecer nesse esporte, não por dinheiro, mas por amor…”

    Isso me convence tanto quanto o Ney Matogrosso usando maquiagem, rebolando semi-nu e cantando: ” Tema eu não sou gay…”

    Infelizmente pelo que tudo indica, haverá a eleição amanhã, apesar de tudo. Não acho bom, pois não dá tempo a oposição se organizar e tirar todo proveito da investigação.

    • janca

      E os europeus também são complicados. A Fifa antes de João Havelange era comandada pela Europa (leia-se Grã-Bretanha) e não era essa lisura que muitos imaginam. Basta ver a Copa de 1966 e como os ingleses venceram o torneio. Michel Platini também tem muito a explicar. Não sai do cargo e defendeu o Qatar para sede da Copa de 2022. Porque motivos não sei… Posso até imaginar, mas não sei.

      • Então nos restaria os EUA, diga-se de passagem Janca, acho que a seleção que mais evoluiu nos últimos 20 anos e agora nos brinda com a maior contribuição para o bem administrativo do futebol em todos os tempos.

        Edie Lalas para presidente da FIfa, aquele zagueiro ruivo com pinta de roqueiro que atuou na copa deles, lembra…

        • janca

          Claro que lembro. Estive na Copa dos Estados Unidos e foi muito bem organizado. Simples, mas muito bacana, sem a gastança de dinheiro público que vimos no Brasil, quando ganhamos vários elefantes brancos.

  • joe LHP

    Reza a lenda que a prisão do Blatter é questão de tempo e o Del Nero tbm deve ir junto nessa leva, a coisa tá bem feia pra esses caras.

    • janca

      Blatter e Del Nero não podem dizer que não sabiam de nada…

  • Trapizomba

    Todos nos brasileiros deveriamos estar sentindo VERGONHA por sermos o que somos e deixar essa sujeira crescer na frente de nossos narizes sem fazer absolutamente NADA! Nos tb somos um pouco culpados.

    • janca

      Porque somos tolerantes demais. Privatizaram a Seleção e não fazemos nada e fizeram isso há décadas. Agora resta apurar o que aconteceu, porque as investigações não devem se restringir a Marin, Del Nero e Teixeira. E os presidentes de federações? E os de clubes, que apoiaram esse trio? E a Federação Paulista de Futebol, a quantas anda? Há muita, muita coisa a ser apurada. Só os norte-americanos terão de volta o dinheiro de Hawilla ou uma pequena parte dele? Aguardemos. Mas não se trata de um negócio particular, trata-se de algo público, o futebol. Que há tempos não é do povo. E da Fifa e, no caso do Brasil, de um grupinho que comanda a CBF e a Seleção como se fossem suas. E pelo jeito eram mesmo.

  • Trapizomba

MaisRecentes

Saída de Lucas Lima



Continue Lendo

Dorival bombardeado



Continue Lendo

A grana de Nuzman



Continue Lendo