Polêmica com Guerrero



Parte da direção corintiana está bem incomodada com o posicionamento de Guerrero e seus representantes, que estariam pedindo menos do que exigiram do Timão para defender o Flamengo.

O peruano teria pedido inicialmente luvas de R$ 21 milhões ao Corinthians, depois reduzidas para R$ 18 milhões, por conta da alta do dólar, mas aceitaria receber R$ 12 milhões dos cariocas.

Um dos motivos seria que o atleta acha que sua relação com o Timão e a torcida se desgastou muito nos últimos tempos, inclusive por conta da novela da renovação. E ele gosta muito do Rio, onde tem apartamento, e acha que chegou a hora de mudar de ares.

O estafe do atleta também alega que, na Gávea, se as luvas são menores, o salário vai ser mais elevado (entre R$ 500 mil e R$ 600 mil mensais). No Corinthians ele receberia R$ 480 mil por mês e o Timão, que teria oferecido R$ 500 mil, um aumento inferior a 5%, agora estaria dizendo que não teria como pagar mais do que R$ 400 mil. E redução salarial o atacante não aceita.

A questão financeira que envolve a negociação tem trazido dor de cabeça aos dois clubes, Corinthians e Flamengo. Se o Timão se incomodou com o que considera força de Guerrero para sair, na Gávea a preocupação é que os demais atletas também queiram receber mais, já que o teto salarial do clube estará sendo ultrapassado e muito. E que pode haver ciumeira no departamento de futebol.

Além de Guerrero, o Flamengo segue de olho em Petros, o que tem incomodado o Corinthians.

O peruano deve se despedir do Timão domingo, diante do Palmeiras, mas seu estafe ainda não dá á transação com o Flamengo como certa. Há quem tenha esperança de que o atleta realize uma grande Copa América e ainda acabe se transferindo para a Europa, ganhando mais dinheiro e deixando os brasileiros a ver navio.



MaisRecentes

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo

O emprego ideal



Continue Lendo