A meta do Verdão



Bastaram duas rodadas no Brasileirão para muita equipe refazer seu planejamento (ou começar a refaze-lo) para o resto da temporada. Grêmio e Fluminense, por exemplo, mexeram em suas comissões técnicas e seus treinadores já eram. Luiz Felipe Scolari, aliás, foi o primeiro a pegar o boné e voltar pra casa.

No Palmeiras o início do torneio acendeu sinal amarelo na diretoria, que esperava alcançar uma vaga na Libertadores e agora já acha que o sonho talvez não se concretize e que o time é mais fraco do que pensava.

A principal decepção veio ainda no Paulista com Dudu, que no início do ano era desejado por São Paulo e Corinthians e acabou no Palestra. Em quatro meses de clube mostrou-se mau finalizador e muito desequilibrado emocionalmente, vide o que fez no segundo jogo da final contra o Santos, empurrando o árbitro e pegando um gancho de seis meses, embora caiba recurso. Fora que na primeira partida desperdiçara um pênalti quando o rival estava com dez.

Com dois empates no Brasileirão e, pior, duas atuações sofríveis, principalmente a segunda, em Santa Catarina, a direção do Palmeiras tem contatado a comissão técnica, leia-se Oswaldo de Oliveira, e pedido um esforço a mais para acertar logo a equipe, já que Paulo Nobre contratou uma pá de jogadores.

Os 2 a 2 diante dos reservas do Galo, em casa, e o medíocre 0 a 0 diante do Joinville, fora e em um estádio vazio, estão muito aquém do que a direção acha que o Palestra pode apresentar.

O técnico entendeu o recado e espera fazer a equipe reagir logo. Mas talvez tenha se criado uma expectativa excessiva. O elenco é bem melhor que o do ano passado, mas está longe, muito longe de ser o timaço que alguns alardearam por aí.

Hora de rever os conceitos. Talvez, como o Vasco, não seja mesmo time pra brigar por título ou até vaga na Libertadores e tenha chegado a hora de cair na real. Por mais que publicamente Eurico Miranda diga o contrário e Paulo Nobre, em tom mais brando, também.



MaisRecentes

A matemática do futebol



Continue Lendo

A melhor do mundo



Continue Lendo

Aprender a perder



Continue Lendo