Críticas a Felipão



Depois da derrota para o Inter e da perda do Campeonato Gaúcho crescem as críticas a Luiz Felipe Scolari, cujo trabalho vem sendo questionado por parte dos conselheiros do Grêmio e da mídia do Sul.

Apesar da pressão em relação a Felipão, o presidente Romildo Bolzan Jr. garante que o técnico permanece até o final do ano que vem. Scolari adota o mesmo discurso e desde antes da decisão do Gaúcho diz que não tem intenção de largar o Grêmio.

Depois da Copa-2014 o técnico, amargurado com os 7 a 1 que o Brasil levou da Alemanha, decidiu seguir com a vida e voltar a trabalhar o mais rapidamente possível, aceitando convite para treinar a equipe gremista.

Após um bom início no Brasileiro, que já estava em andamento, o time caiu nas rodadas finais e não conseguiu a sonhada vaga para a Libertadores, ao contrário do Inter, que hoje, pelas oitavas de final do torneio sul-americano, pega o Atlético-MG.

No Gaúcho o time fez atuações abaixo do esperado e na final acabou engolido pelo Inter, de Diego Aguirre.

Scolari tem sido muito questionado porque mal teria contato com a base do Grêmio e teria errado na escalação e na estratégia para as finais.

A falta de sintonia com a base é alvo de críticas de conselheiros, que lembram que o lateral-esquerdo Breno, de apenas 20 anos, acabou dispensado para logo em seguida se destacar no Vitória de Guimarães.

Grupos políticos que fazem oposição à direção gremista também pede a nomeação de um vice de futebol forte que possa integrar e dar rumo ao departamento, que não estaria bem cuidado nas mãos de Felipão. E alguns insistem na tese de que o técnico está ultrapassado, o que ele e sua assessoria rebatem desde que terminou o Mundial no Brasil e a Seleção levou dez gols em dois jogos, sete da Alemanha e três da Holanda.

Apesar do fiasco Felipão ainda tinha esperanças de seguir na Seleção e considera que a Globo, que fez até editorial contra seu trabalho na voz de Galvão Bueno, tem muita responsabilidade em sua queda. A emissora soube da demissão, vale lembrar, antes mesmo do técnico. Mas, cá entre nós, não havia mesmo clima para ele seguir comandando o time depois da maior derrota da história de nosso futebol em sua trajetória já centenária, havia?



  • Olavarria

    Historia repetida esta , Felipao ganhando milhones , time anda mal e cara nao que sair , so vai sair no final de seu contrato , do mesmo jeito que o Palmeiras,,, O cara é foda mesmo

    • janca

      Mas a direção do Grêmio, pelo menos até aqui, também sinaliza de que quer que ele prossiga seu trabalho até o final do ano que vem. Apesar da perda do Gaúcho (o Inter, merecidamente, foi penta) e de não ter conseguido vaga para a Libertadores.

  • Cleibsom Carlos

    Janca, é claro que a diretoria do Grêmio dirá isso, afinal o Felipão deve ter direito à uma bela multa em caso de demissão. Ou seja, para azar do time gaúcho, o Felipão só sai antes do final do contrato se quiser…

    • janca

      O acordo entre as partes vai até o final do ano que vem. Dois anos e meio. Mas nem uma parte nem outra fala em multa contratual. Inclusive porque houve um acordo de cavalheiros quando Scolari foi contratado. O técnico estava arrasado e em baixa depois da Copa e o Grêmio precisava reagir no Brasileiro. Reagiu, mas não a ponto de conseguir uma vaga na Libertadores. Agora no Sul mesmo tenho gostado do trabalho de Diego Aguirre, pra ser bem sincero.

  • FORCE

    eh a maior derrota da história do futebol… times como argentina, alemanha, brasil, inglaterra, italia, uruguai, ou seja, times do maior escalão do futebol, nunca irão perder como o brasil perdeu de 7 em casa… eh a maior vergonha da história do futebol de um país de tradição que parou no tempo com a inércia desses dirigentes que só sabem estuprar a federação e não fazem nada para melhorar as condições do nosso esporte…

    • janca

      Foi a marca da gestão de José Maria Marin. Má gestão dá nisso… E parece que não aprendemos nada com os 7 a 1. Tanto que a estrutura do futebol brasileiro segue a mesma e temos um Gilmar Rinaldi “comandando” as seleções. Coordenando… Coordenando? Até agora não entendo como tiveram coragem de coloca-lo lá… Enfim, coisas da CBF.

  • Zico

    Um ´´treinador“ que foi pro exterior , não se procupou com o inglês , foi motivo de chacota por parte dos jogadores do Chelsea , que riam das suas táticas , foi um dos responsáveis pelo maior vexame do Brasil , ainda tem emprego em um clube grande??? Só aqui mesmo…

  • O Felipão não tem culpa de nada esse time é muito ruim… Só tem zaga boa, o resto não existe. Falta investimento da direção…. Enquanto o Flamengo e o Corinthians quando três vezes mais da teve ninguém fala nada. Ta louco… Se o Felipão sair o time cai para segunda divisão de novo.

    • janca

      Mas o Grêmio fatura muito com iniciativas de marketing e explorando sua nova arena. Não exageremos no pessimismo, Mateus. Não acho que o time seja mais fraco do que o do Flamengo, por exemplo.

  • Pedro

    um treinador de nome ( conquistado há muitos anos atrás ),teve o vexame que a bem disser tem culpa MAS NAO E SO ELE ,cbf gosta de ter seus “amigos ” que sempre são lembrados e nominados para cargos nela ( so um exemplo zagalo ficou uns 40 anos na cbf como jogador,treinador,ajudante ,coordenador etc etc ) teve varias indicações de ex jogadores na organização da copa ( organizar construções,eventos acho requer uma formação acadêmica mínima de terceiro grau …Bebeto,ronaldo estudaran na faculdade ?) continuando com felipao que não tinha lugar em time nenhum em todo brasil MENOS no sul já que os gaúchos se cuidan entre si ( esta errado?mas e gaúcho temos que apoialo) o grêmio sofre porque felipao já deberia ter ido cuidar dos netos poderia ACONSELHAR nunca trabalhar na beira do campo mas grêmio e do sul …pasara via crucis como palmeiras passou e caiu pra segunda os anos pasan e felipao e aposentado trabalhando …….

    • janca

      Discordo de você, Pedro. Felipão há dois anos era idolatrado por ganhar a Copa das Confederações. É que a imprensa e a torcida do Brasil são complicadas. Ou parte delas é. Felipão de fato deu vexame na Copa do Mundo, perdeu-se, mas não só ele. A maior responsável pelo fiasco foi a CBF, que tem seus apadrinhados e não cuida bem da gestão do futebol brasileiro. Vide o Brasileirão, que está muito aquém do que poderia ser.

MaisRecentes

Protestos à vista



Continue Lendo

Ajustes no São Paulo



Continue Lendo

Mattos em xeque



Continue Lendo