Allianz para a elite



As organizadas do Palmeiras pretendem organizar protestos diante do Allianz Parque contra a diretoria do Palmeiras em jogos do Brasileiro e da Copa do Brasil.

A revolta dá-se por conta do preço das entradas, que deve ser mantido nos dois torneios, e estaria afastando torcedores menos abastados do estádio.

Com a meta de chegar a 150 mil sócios-torcedores até junho/julho, a prioridade para conseguir um dos 40 mil lugares no Allianz Parque é deles, especialmente dos mais assíduos, o que é compreensível. Os torcedores comuns, que estiverem fora do programa, dificilmente terão acesso à arena, a não ser que paguem uma fortuna.

Na primeira final do Paulista, contra o Santos, o preço dos bilhetes chegava a R$ 390. Um casal com dois filhos que vem do interior acompanhar a decisão acaba gastando só em entradas R$ 1.560. Se os filhos pagarem meia, R$ 1.170.

Houve protesto antes do jogo, com faixas dizendo que futebol também é para o povão e pedindo o fim da elitização do futebol.

Mas, apesar de pressionado por alguns conselheiros, que concordam com as organizadas que os preços estão abusivos, o presidente Paulo Nobre segue irredutível. Diz que a situação do futebol mudou e a do Palmeiras, com a nova arena, também, e que para montar um bom time é preciso de receitas, inclusive de bilheteria. Os preços, portanto, continuarão em patamares elevados, queiram ou não as uniformizadas, que pretendem voltar a protestar nos próximos jogos do Verdão em casa. Inclusive porque, com Nobre na presidência, perderam as regalias que tinham no passado. O que acho muito bom, aliás.

Já sobre o processo de elitização do futebol, que é um fato que vimos na Copa do ano passado, por exemplo, é algo que acontece há tempos e começou no futebol europeu. E o que estamos vendo agora no Palmeiras já vimos no Manchester United, por exemplo, com os torcedores com menos recursos reclamando, lá nos anos 90, que estavam sendo alijados do estádio.



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo