As dívidas corintianas



A direção do Corinthians contatou representantes de atletas com direitos de imagem atrasados e ficou de quita-los até o final de junho, quando a Libertadores ainda estará em andamento.

Os valores em atraso já ultrapassam a casa dos R$ 20 milhões e o Timão pode contrair empréstimo bancário para liquidar o que deve aos atletas, algo que antes se recusava a fazer.

Outra hipótese é recorrer a empresários que possam emprestar recursos ao clube ou investir no Timão no atual trimestre.

Entre os jogadores que estão com direitos de imagem atrasados encontram-se Elias, Emerson Sheik, Guerrero, Jadson e Ralf.

Alexandre Pato, que teria a receber do Corinthians quase R$ 3 milhões, não deve ver a cor do dinheiro no atual semestre e é possível que tenha que recorrer à Justiça.

Atletas que têm contrato apenas com carteira assinada sem depender de direitos de imagem, caso do goleiro Cássio, estão com os pagamentos em dia. Quem recebe parte como salário e parte como direitos de imagem é que não vem recebendo em dia, já que o futebol corintiano há tempos tem gastado mais do que arrecada.



  • Cleibsom Carlos

    Janca, sei que isso não tem relação com o assunto, mas só queria dizer que estou muito triste com a demissão do Carsughi da JP. Para quem acompanha futebol pelo rádio em S.Paulo isso representa o fim de um ciclo…

    • Josué

      Muito bem lembrado, fiquei triste também, só o Flavinho Gomes falou a respeito ontem, pelo menos foi o que lí…..

  • Maximus Voreno

    A verdade é que essa não é uma exclusividade do Corinthians. É a realidade de muito clubes por ai. Dos clubes de SP, o único que não enfrenta esse problema atualmente é o Palmeiras, mas que ainda é preciso esperar para ver as consequências da manobra feita pelo Paulo Nobre, afinal de contas esse é o ultimo mandato dele, será que depois da sua saída a dívida será administrada? como fica a questão do dinheiro que o Palmeiras deve para ele? Vale lembrar que o Palmeiras da Parmalat foi uma coisa, mas o clube não soube viver com as próprias pernas depois, vejo o Paulo Nobre quase que da mesma forma… Mas sem as pelúcias…kkkkk

    O que chama atenção no caso do Corinthians é a administração dos recursos. Um clube com os patrocinitos que tem, a cota de TV, Estádio sempre cheio e com um ticket médio relevante, deveria administrar melhor essa situação. Contratações á base da vaidade (Pato), venda de jogadores ou de percentual do mesmo (Marquinhos) e outras lambanças são o motivo do clube estar nessa situação. E ainda vem a conta do estádio.

    • Pulga

      O Palmeiras já tem um planejamento financeiro aprovado pelo Conselho Fiscal para pagar o Paulo Nobre.
      Eu acredito que a gestão do Nobre ainda não colheu totalmente seus frutos… não estamos ainda no ápice da contra-mão, pois os poderosos Corinthians e São Paulo cada vez mais se atolam em dívidas.

      • Maximus Voreno

        Pulga,
        Que bom… mas sinceramente falar em planejamento em clubes de futebol no Brasil é quase uma utopia.

        Pra dizer que esse planejamento foi bem executado, temos que ver a divida paga. E essa divida não será paga na gestão dele. Como será com outro presidente? provavelmente com outras receitas? Eu prefiro esperar.
        A gestão Nobre tem inovado e colhido bons frutos, mas é o ultimo mandato dele… e daqui dois anos? e se o Palmeiras não ganhar nada esse ano? É melhor esperar pra ver. Muita Calma.

        Eu não vi no Brasil nenhum clube que recebeu algum tipo de aporte financeiro se planejar e viver bem depois da época de vacas gordas.
        Foi assim com o Flamengo/Petrobras, Foi assim com o Corinthians Excel/Kia… Foi assim com o Palmeiras/Parmalat, Está sendo assim com o Fluminense/Unimed.

  • Caro Janca , há poucos meses atrás , num bate-papo com você nesta coluna , me disseste que estava um pouco decepcionado com a gestão do Flamengo e que acreditava maiis na do Corinthians , a qual você considerava mais consistente . De lá para cã muitas coisas ocorreram . Aí te pergunto : você mantém a sua posiçào ?

  • Victor Dunstan

    Pior é o CARF que condenou o Corinthians a pagar R$347,4 mi,por não pagar impostos–

    R$ 31 milhões (IRPJ 2006, a ser pago em 2007)

    – R$ 9,3 milhões (CSLL 2006, a ser pago em 2007)

    – R$ 1 milhão (PIS 2006, a ser pago em 2007)

    – R$ 9,6 milhões (COFINS 2006, a ser pago em 2007)

    – R$ 178,8 milhões (IRPJ de 2007 a 2010)

    – R$ 54,1 milhões (CSLL de 2007 a 2010)

    – R$ 9,9 milhões (PIS de 2007 a 2010)

    – R$ 53,5 milhões (COFINS de 2007 a 2010)

    Isso tudo na gestão so Andrés Sanches e o clube posando de mais rico das américas… Kkkkk

    • Li isso , mas não entendi muito bem . Até porque nào teve quase que nenhuma repercussào na imprensa ( normal em se tratando do Corinthians ) .

      • Maximus Voreno

        Silvio,
        Você não viu repercutir,pq esse não é um assunto do Corinthians, é um tema a ser discutido por todos os clubes.
        Ou vc acha que a divida do Vasco é muito diferente? Ou que a divida do Atletico Mineiro é muito diferente? Flamengo, Santos…..

        • Não è isso . A Receita Federal moveu uma açào exclusivamente contra o Corinthians . A realidade hoje è essa . Se no futuro a Receita fizer o mesmo contra outros clubes posso concordar com você ( ler o Blog do Paulinho de hoje , que fala sobre o assunto e apresenta toda a documentação ) .

          • Maximus Voreno

            Silvio,
            Com todo respeito, mas é o tipo de informação tendenciosa… não precisa ir muito longe para descobrir que esse tipo de intervenção já foi feita ao Botafogo, Atlético Mineiro e outros. Cria-se um alarde por que é o Corinthians, e se fosse o Flamengo também seria, e se fosse o São Paulo também seria….
            Mas acompanhe o caso… você verá que mais uma vez tudo acabará em Pizza. Pode me cobrar.

    • Maximus Voreno

      Vitor,
      Qual clube nesse pais não deve imposto?
      Dos grandes, o único com situação saudável nesse quesito é o Atlético Paranaense.

      • quem disse que o atlético paranaense e grande kkkkkkkkkkkk

        • Maximus Voreno

          Ahh Célio… é sim vai…kkkkk

  • Giovani

    Creio que a diretoria corintiana tem sido demasiada imprudente em sua condução financeira para chegar a tal situação: são detentores do 3º maior programa de sócio-torcedor, possuem uma boa renda através de seu estádio além de possuírem um valor de cota de TV estratosférico em relação a maioria dos clubes….. pra isso? Atraso de salários? Imaginem caso o SCCP tivesse de lidar com sua administração com faturamentos semelhantes ao de quem recebe 150% a menos em cotas de TV por exemplo.

    • Meu caro , quem tecebe 100% a menos , recebe ZERO . Receber 150% a menos significa ter que pagar , e não teceber algo . Que dificuldade matemática , hein ?

      • Giovani

        Hahahaha de fato me equivoquei, quis dizer que o SCCP recebe 150% a mais em cotas de TV do que outros clubes grandes do Brasileirão, obrigado pela correção. Até ao reaver a tabela de cotas, nota-se que errei também na porcentagem, pois chega próx. a casa de 200% (caso do Cruzeiro por exemplo).

      • Caique Vieria

        vdd, conta bem mau feita. mais falando sobre o estadio cheio, as rendas obtidas no novo estadio não fica com o corinthians vai para o fundo administrador para amortizar(pagar) a divida da construção do estadio.

        • Meu caro Caíque perdoe a interferência, talvez inoportuna, mas o certo é “mal” feita (trata-se de advérbio de modo e não de adjetivo). Aliás, teu nome (“Caíque”) também leva acento no “i”. Finalmente seu patronímico (ou sobrenome) também deve ser “Vieira” e não “Vieria”.

          • Zico

            Nome próprio é individual e não é condenado pela língua portuguesa . Pede-se padronização , mas não é regra!

  • Zico

    Menos mal que os pagamentos em carteira estão em dia . Mas quem são esses que recebem só o que está na carteira? A maioria ? 50% ?
    Quem sabe algum dia , os clubes comecem a virar empresas , no quesito , responsabilidade.

  • Charles

    A conta sempre aparece !

MaisRecentes

Pela saída de Levir



Continue Lendo

Apoio a Jô



Continue Lendo

Os preços da Seleção



Continue Lendo