O preço dos ingressos



Pelo jeito vamos seguir muito distantes mesmo de encontrar uma política de preços para o futebol brasileiro. Boa parte dos clubes só pensa mesmo no curto prazo e define o valor do ingresso na base do achismo.

Um exemplo disso aconteceu ontem em Capivari, onde o Corinthians bateu, como já era esperado, o time da casa. Havia entradas na arquibancada da equipe visitante por R$ 100. Para o mandante, R$ 60. Cá entre nós, o jogo não valia isso nem aqui nem na China. E o estádio ficou cheio de espaços vazios. Deprimente. E uma política estúpida, a meu ver.

O São Paulo, outro que exagerou ao cobrar R$ 120 do torcedor comum contra o Danúbio, pela Libertadores, resolveu estudar um pouco o caso e não repetir o erro no futuro. O time vinha de derrota no mesmo torneio para o Corinthians, choveu demais naquela quarta à noite em São Paulo e o Morumbi, como esperado, ficou vazio.

Bom mesmo que se chegue a um preço mais realista para os espetáculos, ainda mais num ano em que a situação econômica do país é periclitante, afetando o bolso do consumidor. É preciso saber, de fato, quanto vale o show.

Enquanto isso, no Rio, a confusão em relação ao preço dos ingressos continua, com a federação batendo pé na liquidação de ingresso e Flamengo, Fluminense e o Consórcio Maracanã contra. Do jeito que as coisas vão é bem possível que a entidade tire semifinais e final do estádio, o que prejudicaria ainda mais um Estadual já sem graça, sem graça…

Nossos dirigentes… Precisa dizer mais?



MaisRecentes

Nova caminhada



Continue Lendo

O desabafo de Cuca (ainda)



Continue Lendo

As críticas de Cuca



Continue Lendo