O custo de Itaquera



A diretoria do Timão espera definir nos próximos dias como fará o pagamento da Arena Corinthians, que custou mais de R$ 1 bilhão.

A prioridade absoluta da nova direção, comandada por Roberto de Andrade, é tratar da venda dos direitos de nomear o estádio, novela que se arrasta desde fins de 2011. Ele pretende formar um novo grupo, do qual continuará fazendo parte o ex-presidente Andrés Sanchez, para tentar resolver a questão ainda no primeiro semestre.

Andrés, que vinha conduzindo praticamente sozinho as negociações, passará a ser apenas mais um a negociar, já que tem outras questões mais prementes no momento, como deputado federal mais votado pelo PT-SP e com Brasília pegando fogo em termos políticos.

Outro problema diz respeito à Prefeitura de São Paulo, cujas relações com o Corinthians andam complicadas.

A prefeitura emitiu R$ 405 milhões (faltam R$ 15 milhões) em Certificados de Incentivos ao Desenvolvimento para o Timão negociar com empresas que gastam muito com impostos municipais. Devido a uma ação no Ministério Público questionando a validade dos certificados, porém, nem Corinthians nem Odebrecht consegue vende-los.

O desejo tanto do clube quando da construtora é que a prefeitura se posicione, emitindo nota ao mercado dizendo que os certificados são válidos, mesmo com a ação no MP, o que Fernando Haddad se nega a fazer.

Andrés já foi acionado para tentar um acordo com o prefeito, que também é do PT, mas até agora nada.

Além dos certificados em questão e da venda do direito de nomear o estádio, o Corinthians segue pedindo para a mídia não chamar a arena por apelidos, o que pode dificultar ainda mais as negociações, e quer tratar o mais rapidamente possível da venda dos camarotes, até agora também empacada.

É a conta de Itaquera chegando e a nova diretoria se mobilizando para que não prejudique seu dia a dia, inclusive no tocante ao pagamento de salários e direitos de imagem e a futuras contratações do Timão.



MaisRecentes

Lucas Lima abalado



Continue Lendo

Rodriguinho fora?



Continue Lendo

A aposta do Santos



Continue Lendo